Geral

Após confusão com assessora, prefeitura proíbe ‘brincadeiras’ de servidores no Facebook

Segundo Pedro Chaves, as 'brincadeiras' no Facebook pelos servidores municipais estão proibidas após confusão com uma assessora de imprensa da Prefeitura de Campo Grande, que foi chamada para conversar sobre o mal estar causado.

Arquivo Publicado em 19/12/2013, às 13h24

None
1450786423.jpg

Segundo Pedro Chaves, as ‘brincadeiras’ no Facebook pelos servidores municipais estão proibidas após confusão com uma assessora de imprensa da Prefeitura de Campo Grande, que foi chamada para conversar sobre o mal estar causado.

A Prefeitura de Campo Grande proibiu ‘brincadeiras’ no Facebook pelos servidores municipais depois da confusão com a assessora de imprensa da Prefeitura de Campo Grande, Márcia Scherer. O secretário de Governo, Pedro Chaves, garantiu que a funcionária já foi chamada para conversar sobre o mal estar causado.


“Os funcionários estão proibidos de postar estes tipos de comentários. Foi um ato isolado e a opinião dela não reflete a do Executivo “, afirmou o secretário, na Câmara Municipal, nesta manhã (19).


Pedro Chaves foi convocado pelos vereadores para prestar esclarecimento sobre o comentário da assessora. “Eu gosto de conversar com os vereadores, mas não vejo necessidade de me chamarem para depor. A Márcia veio ontem aqui e já disse que foi infeliz em não citar a fonte”, ressaltou.


Início – Márcia postou em sua rede social um comentário sobre um suposto esquema de propina para livrar o prefeito de ser cassado. “’Falaram: ou você dá o dinheiro, ou você não vai governar. Nós vamos bagunçar seu orçamento e nós vamos tentar te afastar de todas as formas’, diz o prefeito. ‘Eu resolvi não dar. Eu prefiro ser cassado do que implementar a corrupção que era antes aqui, que acontece no Brasil todo’”.


Após a confusão, ela apagou a postagem e emitiu uma nota alegando que não se referia ao prefeito Alcides Bernal (PP), mas ao prefeito de Itaocara, no Rio de Janeiro.


Rede – O uso de redes sociais para emitir opiniões já causou muita polêmica. Desde o início do ano, o Facebook, principalmente, foi palco de discussões e troca de acusações entre servidores municipais, vereadores e o prefeito Alcides Bernal.


No calor dos debates, os vereadores chegaram a falar na tribuna que os servidores gastam mais tempo respondendo no Facebook do que trabalhando.

Jornal Midiamax