Geral

WWF chama de “débil e irreal” acordo feito para prorrogar protocolo de Kyoto

A organização ambiental World Wide Fund for Nature, mais conhecida pela sigla WWF, considera “débil e irreal” o acordo firmado neste sábado na Conferência da ONU realizada em Doha, no Catar, que aprovou prorrogar até 2020 o compromisso do Protocolo de Kyoto, que expirava neste ano. “Os negociadores de Doha não cumpriram nem sequer as […]

Arquivo Publicado em 09/12/2012, às 01h38

None

A organização ambiental World Wide Fund for Nature, mais conhecida pela sigla WWF, considera “débil e irreal” o acordo firmado neste sábado na Conferência da ONU realizada em Doha, no Catar, que aprovou prorrogar até 2020 o compromisso do Protocolo de Kyoto, que expirava neste ano.

“Os negociadores de Doha não cumpriram nem sequer as expectativas mínimas”, critica a organização ambientalista através de comunicada. No texto, a WWF também lamenta que a cúpula tenha terminado sem um aumento na intenção da redução de emissões e sem compromissos financeiros concretos.

Além disso, a organização denuncia que a conferência não tenha avançado em pactuar um novo acordo global em 2015, que seja “suficientemente ambicioso, justo e vinculativo”. Além disso, há a queixa que alguns países desenvolvidos tenham “burlado” as negociações.

Segundo Samantha Smith, líder da iniciativa global de Mudança Climática da WWF, estes países seriam Polônia, Rússia, Canadá, Estados Unidos e Japão.

A organização, no entanto, considera que “ainda há esperança”, já que os movimentos sociais têm sido mais presentes e a população tem reivindicado “energia limpa, rejeitando projetos poluentes e insustentáveis por todo o mundo, e exigindo que se façam mudanças”.

Jornal Midiamax