Geral

Vigilância Sanitária recolherá medicamentos vencidos neste domingo na Cidade da Saúde

A Secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso do Sul (SES), através da Coordenadoria Estadual de Vigilância Sanitária, participa neste domingo (15), a partir das 8h, do lançamento da Cidade da Saúde, localizada nos altos da avenida Afonso Pena, na antiga Cidade do Natal, em Campo Grande. A iniciativa faz parte de uma ação […]

Arquivo Publicado em 13/04/2012, às 10h54

None

A Secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso do Sul (SES), através da Coordenadoria Estadual de Vigilância Sanitária, participa neste domingo (15), a partir das 8h, do lançamento da Cidade da Saúde, localizada nos altos da avenida Afonso Pena, na antiga Cidade do Natal, em Campo Grande.


A iniciativa faz parte de uma ação concreta da Campanha da Fraternidade que este ano conta com o tema “Fraternidade e Saúde Pública” e o lema “Que a saúde se difunda sobre a terra”. O evento terá a participação de órgãos da administração estadual.


De acordo com a Coordenadoria Estadual, o estande da Vigilância Sanitária disponibilizará para a população cartilhas e informativos com os temas: Cuidados no manuseio de alimentos, Cuidados com Agrotóxicos, Prevenção de Acidentes Domésticos e Queimaduras por Álcool. Além dos informativos, a Vigilância Sanitária também disponibilizará uma urna para que a população deposite medicamentos com o prazo de validade vencido, para que sejam incinerados posteriormente.


Já o Hemosul (Centro de Hematologia e Hemoterapia de Mato Grosso do Sul) levará até a Cidade da Saúde a sua unidade móvel para a captação de possíveis doadores de medula óssea. O objetivo da ação é conscientizar a população sobre como é feita a doação e de como este ato pode salvar a vida de muitas pessoas. Para fazer o cadastro, o doador preenche um formulário com seus dados pessoais e é coletada uma amostra de sangue para realizar o HLA (exame de compatibilidade). O resultado dos exames irá determinar as características genéticas do doador.


Qualquer pessoa entre 18 e 55 anos e com boa saúde pode doar medula óssea. Esta é retirada do interior de ossos da bacia, por meio de punções, e se recompõe em apenas 15 dias. O Transplante de Medula Óssea é a única esperança de cura para muitos portadores de leucemias e outras doenças do sangue.


A Cidade da Saúde terá cerca de 70 tendas montadas para receber os visitantes. A Cidade tem o apoio de pastorais, de universidades da Capital e de hospitais como o Regional, do Câncer, Universitário, São Julião, Santa Casa, Proncor, Maternidade Cândido Mariano, entre outros. Durante todo este domingo os profissionais de saúde realizarão pesagem e aferição de pressão, além de diversos exames como o de hanseníase, cardiologia, teste de glicose e da orelhinha, preventivo do câncer do colo do útero, entre outros.


Participam também a Fundação de Desporto de Lazer (Fundesporte); Secretarias de Estado de Educação (SED), de Trabalho e Assistência Social (Setas) e de Governo (Segov), por meio da Subsecretaria da Mulher e da Promoção da Cidadania. O evento também contará com a Fundação do Trabalho (Funtrab); Departamento Estadual de Trânsito (Detran); Sanesul; Centro de Hemoterapia e Hematologia de Mato Grosso do Sul (Hemosul); Procon; Agência Estadual de Metrologia (Aems), Coral de Servidores Públicos do Estado, Vigilância Sanitária Estadual e o Conselho Estadual Antidrogas (Cead).

Jornal Midiamax