Geral

Twitter permitirá que anunciantes selecionem usuários com base em conteúdo de tuítes

O Twitter começará a permitir que anunciantes selecionem diretamente usuários com base nos interesses revelados em seus tuítes, disse a rede social nesta quinta-feira (30). Num esforço para atrair anunciantes para seu programa de anúncios pagos, a companhia também reduziu o preço mínimo de “tuítes patrocinados” para apenas US$ 0,01. Não mais satisfeito em ser […]

Arquivo Publicado em 30/08/2012, às 22h37

None

O Twitter começará a permitir que anunciantes selecionem diretamente usuários com base nos interesses revelados em seus tuítes, disse a rede social nesta quinta-feira (30).


Num esforço para atrair anunciantes para seu programa de anúncios pagos, a companhia também reduziu o preço mínimo de “tuítes patrocinados” para apenas US$ 0,01.


Não mais satisfeito em ser um fórum “estúpido”, o Twitter adotou a estratégia de ativamente analisar o que cada usuário está lendo e tuitando, com o objetivo de identificar os interesses de cada indivíduo.


O Google há muito conquistou grande lucro ao divulgar anúncios baseados nas expressões buscadas por usuários, enquanto o Facebook, um rival do Twitter, encoraja usuários a inserir ativamente o que “curte”. Mas o Twitter enfrenta há bastante tempo o desafio de analisar indiretamente essas preferências.


O Twitter agora permitirá que companhias enviem anúncios pagos sob a forma de tuítes para grupos de usuários, divididos em mais de 350 categorias de interesses elaboradas pelo próprio Twitter.


O presidente-executivo Dick Costolo disse nos últimos meses que o valor de sua empresa está em sua capacidade de analisar seu fluxo de informação e construir um “gráfico de interesse” demonstrando os perfis de preferência de seus usuários –que poderia ser utilizado por anunciantes para apresentar anúncios relevantes e direcionados.


Jornal Midiamax