Geral

Tumulto ocorreu na Unei porque adolescentes pediram para ficar na quadra esportiva

Tumulto ocorreu na Unei porque adolescentes pediram para ficar na quadra esportiva

Arquivo Publicado em 20/09/2012, às 16h17

None

Tumulto ocorreu na Unei porque adolescentes pediram para ficar na quadra esportiva

Uma hora após a varredura dos homens da Cigcoe (Companhia Independente de Gerenciamento de Crises e Operações Especiais), por volta das 10h40 desta quarta-feira (20), no interior da Unei (Unidade Educacional de Internação) Dom Bosco, nada foi apreendido. Segundo o capitão Vilmar Fernandes, a situação já tinha sido controlada pelos agentes.


Ao total, eles queimaram quatro colchões novos. O tumulto começou às 10h, quando 30 adolescentes infratores da ala A retornaram para o alojamento, já que não teria a aula de Educação Física hoje por conta da falta do professor.


”Eles queriam permanecer na quadra e começaram a fazer ‘bate grade’ assim que não ficaram voltaram para o alojamento. O dia de lazer é amanhã, mas mesmo assim eles queriam ficar lá. E revoltados, todas as alas tentaram arrombar cadeados e queimaram colchões”, conta Cristian Lefrevre, coordenador de Segurança, Guarda e Proteção.


Pouco tempo depois os agentes fizeram a primeira contenção. “Como o local não tem cela de isolamento, serão cortados os lazeres dos responsáveis, como o direito a assistir televisão temporariamente, por exemplo.


Há 11 anos no sistema, Lefevre diz que não tem medo dos adolescentes, já que eles só fazem isso quando exigem as reivindicações. Os pedidos dos internos já foram expostos recentemente quando juízas do CNJ (Conselho Nacional de Justiça) estiveram em Campo Grande.


Na ocasião, os internos falaram sobre a má qualidade da comida e o ócio após as aulas, algo que foi formalmente descrito em um relatório para que fossem tomadas as devidas providências.

Jornal Midiamax