Geral

Superintendente do DNIT-MS Marcelo Miranda é destituído do cargo por irregularidades

Em Mato Grosso do Sul, o órgão tem pelo menos seis obras consideradas irregulares pelo Tribunal de Contas da União, inclusive com uma delas considerada ‘grave’.

Arquivo Publicado em 02/01/2012, às 15h00

None
1944867689.jpg

Em Mato Grosso do Sul, o órgão tem pelo menos seis obras consideradas irregulares pelo Tribunal de Contas da União, inclusive com uma delas considerada ‘grave’.

O superintendente do DNIT-MS (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes de Mato Grosso do Sul) Marcelo Miranda foi destituído do cargo nesta segunda-feira (2) pelo Ministro dos Transportes Paulo Sérgio Passos, conforme publicação do Diário Oficial da União. 
Em Mato Grosso do Sul, o órgão tem pelo menos seis obras consideradas irregulares pelo Tribunal de Contas da União, inclusive com uma delas considerada ‘grave’. 
A decisão é parte do acolhimento de parte do relatório final da Comissão de Processo Administrativo Disciplinar. Guilherme Alcântara de Carvalho também foi destituído do cargo comissionado e Carlos Roberto Milhorim foi demitido.
A portaria n° 353, 30 de dezembro de 2011, determina o encaminhamento dos autos ao DNIT para o cumprimento das penalidades, que deve ser feito ainda hoje. 
Jornal Midiamax