Geral

Sondado pelo Santos, meia Riquelme admite jogar no Brasil

O meia argentino Juan Román Riquelme confirmou na noite desta terça-feira que tem recebido sondagens de clubes do futebol brasileiro e que considera a hipótese de atuar no País após deixar o Boca Juniors, da Argenina. Convidado do Troféu Mesa Redonda, da TV Gazeta, o experiente jogador foi sondado pelo Santos, mas espera propostas atrativas […]

Arquivo Publicado em 04/12/2012, às 23h55

None

O meia argentino Juan Román Riquelme confirmou na noite desta terça-feira que tem recebido sondagens de clubes do futebol brasileiro e que considera a hipótese de atuar no País após deixar o Boca Juniors, da Argenina.

Convidado do Troféu Mesa Redonda, da TV Gazeta, o experiente jogador foi sondado pelo Santos, mas espera propostas atrativas para poder fechar contrato.

“Em julho, é verdade que conversei com Flamengo, Cruzeiro e Grêmio. Na Argentina, estão falando muito do Santos, depois da saída do Ganso. No momento, o Santos conversou comigo por telefone e nada mais. Vamos esperar para ver se algum me atrai”, afirmou Riquelme, que deixou o Boca Juniors após derrota na final da Copa Libertadores para o Corinthians, no Pacaembu.

Em setembro, jogador e clube chegaram a um acordo e suspenderam o contrato vigente. “O Boca é meu clube, minha casa. Eu achei oportuno, depois da final contra o Corinthians, sair. Já havia conseguido tudo pelo clube”, explicou o argentino. Nos vestiários do Pacaembu, ele afirmou que por seu time do coração não poderia jogar “pela metade”. Agora, aguarda propostas para definir a situação.

Riquelme prometeu ao Boca Juniors que não jogaria por outro clube argentino, e ficou acertado que se recebesse propostas de fora seria emprestado sem custos. “O futebol brasileiro está crescendo, tem belíssimos jogadores em todas as equipes. Vamos ver se algum clube bom me atrai”, afirmou. A sondagem mais próxima, por enquanto, é do Santos, clube que tem Neymar como grande destaque.

“É um dos jogadores do momento, junto com Messi, com Iniesta, com (Cristiano) Ronaldo. Dá prazer ver jogador todos os jogadores dessa categoria. Se eu tiver a sorte de tê-lo como companheiro algum dia, ficaria encantado”, comentou o argentino. Minutos depois, Neymar chegou à premiação e devolveu os elogios: “eu ia fazer muito gol, hein? Ia ser maravilhoso, é um craque. É o tipo de meia que todo jogador gostaria de ter no clube”.

Jornal Midiamax