Geral

Senadores de MS fazem plantão em Brasília para ‘rapa do tacho’ do Governo Federal

Moka e Delcídio acompanham empenho de projetos com pilha de propostas para emplacar de última hora no lugar de sugestões barradas

Arquivo Publicado em 26/12/2012, às 15h58

None
1336997683.jpg

Moka e Delcídio acompanham empenho de projetos com pilha de propostas para emplacar de última hora no lugar de sugestões barradas

Parlamentares de Mato Grosso do Sul estão de plantão em Brasília para conseguir os últimos recursos do orçamento da União de 2012. Os plantões são rotineiros nos finais de ano, quando as bancadas tentam reaproveitar sobras do orçamento para emplacar projetos.

O coordenador da bancada de Mato Grosso do Sul, senador Waldemir Moka (PMDB), relatou que sua equipe está de plantão até sábado (29) com projetos “redondinhos” para emplacar de última hora. “Viajo amanhã (27) e fico até pelo menos sábado em Brasília”, completou. 

Segundo Moka, a peregrinação ocorre porque alguns projetos, de última hora, não são aceitos pelo Governo Federal por conta de irregularidades, que inclui até inadimplência. Neste caso, os parlamentares plantonistas ficam com os projetos na mão para tentar empenhar até 31 de dezembro.

O senador revelou que tem uma pilha de projetos prontos. A prioridade é garantir o Centro de Tecnologia e Inovação em Ponta Porã para qualificar moradores da região de fronteira.

O senador Delcídio Amaral (PT) também está no plantão do fim de ano em Brasília. Segundo ele, a correria é a mesma de anos anteriores. “Todo ano é o mesmo drama. Continuam sempre as mesmas coisas. Agora é a briga contra o relógio até o dia 31”, disse.

Delcídio detalhou que está em Brasília para tentar garantir as cinco emendas de bancada apresentadas à ministra das Relações Institucionais, Ideli Salvati.

A bancada de Mato Grosso do Sul enviou cinco emendas para a presidente da República, Dilma Rousseff (PT), escolher três realizadas. As emendas totalizam R$ 120,9 milhões e incluem: R$ 26,5 milhões para implantação do projeto Sul-Fronteira – para pavimentação do trecho que liga Ponta Porã a Mundo Novo; R$ 21,5 milhões para manutenção da Unidade de Saúde – Fundação Pio XII , em Nova Andradina, com apoio do Hospital do Câncer de Barretos – SP.

Também foram empenhadas emendas de R$ 26,9 milhões para estruturação de unidades de atenção especializada em saúde, no município de Corumbá; R$ 21,5 milhões para apoio à projetos de sistemas de transporte coletivo urbano, incluindo obras e ações de apoio a mobilidade urbana e trânsito motorizado em Campo Grande e R$ 24,5 milhões para apoio a projetos de infraestrutura turística em Dourados.

Jornal Midiamax