Geral

Sejusp instaura procedimento para verificar espancamento após denúncia da OAB

Após denúncia da OAB/MS (Ordem dos Advogados do Brasil) que o detento do Presídio de Segurança Máxima de Campo Grande, Cipriano Martins Júnior, de 28 anos, foi espancado por agentes penitenciários a Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública) instaurou procedimento administrativo para verificar o que aconteceu. Segundo a assessoria de imprensa da […]

Arquivo Publicado em 19/01/2012, às 12h32

None

Após denúncia da OAB/MS (Ordem dos Advogados do Brasil) que o detento do Presídio de Segurança Máxima de Campo Grande, Cipriano Martins Júnior, de 28 anos, foi espancado por agentes penitenciários a Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública) instaurou procedimento administrativo para verificar o que aconteceu.


Segundo a assessoria de imprensa da Sejusp, o procedimento administrativo tem como objetivo apurar as circunstâncias do fato. A assessoria ainda informou que a OAB vai acompanhar o procedimento.


“Vai ser estabelecida uma comissão, reunir todas as evidências para verificar como ocorreu o fato. Para isso vai ser verificada a escala de plantão do dia do fato, ouvir os plantonistas, juntar documentos, como o do posto de saúde, ouvir o preso e os agentes”, explica a assessoria.


A assessoria informou que o procedimento administrativo deve levar em média 30 dias para ser apurado, podendo ser prorrogado caso seja necessário.


Além disso, a assessoria informa que o detento já foi transferido para outra unidade prisional.

Jornal Midiamax