Geral

Segurança é detido com armas e farda da PM em Dourados

Segurança de uma empresa privada de Dourados foi detido no início da tarde desta quarta-feira com várias armas, dinheiro, farda da Polícia Militar, giroflex e rádio transmissor. Durante ronda numa estrada vicinal aos fundos do bairro Estrela Porã, com acesso à BR-463, saída para Ponta Porã, os policiais interceptaram Claudir Oliveira da Silva, de 32 […]

Arquivo Publicado em 01/11/2012, às 11h24

None
143664264.jpg

Segurança de uma empresa privada de Dourados foi detido no início da tarde desta quarta-feira com várias armas, dinheiro, farda da Polícia Militar, giroflex e rádio transmissor.


Durante ronda numa estrada vicinal aos fundos do bairro Estrela Porã, com acesso à BR-463, saída para Ponta Porã, os policiais interceptaram Claudir Oliveira da Silva, de 32 anos, morador no Altos do Alvorada. Ele estava em uma moto Biz, com placas de Campo Grande.


Na vistoria, foi encontrado com ele um revólver calibre 38 municiado e R$ 2578 em dinheiro. Questionado pelos policiais, o segurança não deu detalhes sobre a arma e o dinheiro, sendo encaminhado à delegacia do 1º DP. A estrada que ele foi detido é conhecida como “transcabriteira”, por ser uma rota utilizada para o contrabando e tráfico, vindo da fronteira.


Na delegacia, durante registro de Boletim de Ocorrência, o segurança ficou nervoso e segundo a polícia, entrou em contradição várias vezes em seu depoimento.


Os policiais decidiram ir até a casa dele e no local encontraram mais armas, inclusive duas réplicas de brinquedo, uma delas metralhadora.


Ao todo foram apreendidos na residência do segurança 1 pistola 380, um rádio transmissor (estava na frequência da polícia), 12 munições calibre 38,3 munições revolver 22, 11 munições de pistola 9mm, uma gandola da PM (farda), e um giroflex (sirene).


Os policiais também aprenderam no local uma motocicleta de trilha, com motor adulterado.


Ao retornarem à delegacia com os objetos apreendidos, o segurança Claudir foi novamente interrogado. Ele se calou e segundo a polícia só irá falar diante de um advogado.


A polícia instaurou procedimento para apurar a procedência de todos os objetos apreendidos. O segurança está detido por posse de arma.

Jornal Midiamax