Geral

Saúde é a principal demanda do campo-grandense, revela pesquisa do Datamax

No total, 76% dos entrevistados manifestaram preocupação com o setor e 43% com segurança pública

Arquivo Publicado em 25/07/2012, às 10h56

None
1921637460.jpg

No total, 76% dos entrevistados manifestaram preocupação com o setor e 43% com segurança pública

Entre 17 setores listados pelo Datamax/Televox em pesquisa por sete regiões de Campo Grande, saúde despontou como a principal demanda da população. No total, 76% dos entrevistados manifestaram preocupação com o setor.


O maior índice de insatisfeitos – 84,4% – foi registrado na região do Prosa, que reúne bairros como Chácara Cachoeira e Novos Estados. A preocupação é menor, mesmo assim alta, na região do Imbirussu, que engloba bairros como Nova Campo Grande e Santo Amaro. Nestas redondezas, 70% dos entrevistados citaram a saúde como principal demanda da Capital.


Também é alvo de preocupação dos campo-grandenses a segurança pública. Segundo a pesquisa, 43% dos entrevistados clamam por melhorias no setor. O maior índice de insatisfeitos – 58,7% – foi observado na região central da cidade. Por outro lado, 28,9% dos entrevistados, na região do Prosa, manifestaram queixas relacionadas à segurança.


A terceira maior demanda dos moradores da Capital, de acordo com a pesquisa, é o trânsito, com índice de 31% de preocupação. Mais uma vez, a região Central, concentra o maior número de temerosos com a atual situação no setor. No total, 42,2% dos entrevistados citaram o problema com uma das principais demandas do município. O menor índice de preocupados – 24,4% – foi registrado na região do Prosa.


Educação figura como a quarta maior demanda dos campo-grandenses, com 24% de citações. Nas regiões do Bandeira (Moreninha, Rita Vieira, Vilas Boas, Universitário e Tiradentes) e do Lagoa (Caiobá, São Conrado, Coophavilla II, Tijuca e Batistão), 29,3% consideram o setor a principal demanda do município.


Logo na sequência, aparece o transporte coletivo, com 23% de citações. Na região do Bandeira o índice atingiu 41,3% dos entrevistados, enquanto na região do Anhanduizinho (Aero Racho, Alves Pereira, Pioneiros, Lageado e Centro-Oeste) 15,8%.


Como a sexta maior demanda dos campo-grandenses figura o calçamento nas ruas e avenidas, com 21% de citações. Na região do Anhanduizinho, o índice de insatisfeitos é de 27,5%. Por outro lado, a menor parcela de preocupados é nas regiões Central e do Bandeira, com 13,3% de citações em ambas.


Limpeza pública foi lembrada por 13% dos entrevistados como maior demanda da Capital. Depois, empatadas com 10% de citações, figuram iluminação pública, rede de esgoto e opções de lazer. Com 9% de queixas, apareceu desemprego e habitação. 6% dos entrevistados manifestaram preocupação com o menor abandonado.


O instituto de pesquisa ouviu 480 pessoas entre 14 a 18 de julho. O registro foi efetivado no dia 18 com o número MS-00058/2012, em nome de Televox (contratado) e Cenpar Comunicação S/S LTDA (contratante).

Jornal Midiamax