Geral

Roy Nelson impressiona no UFC com nocaute no primeiro round

Principal estrela do reality show The Ultimate Fighter 16, o peso pesado Roy Nelson justificou sua fama neste domingo. Ele fez a luta principal da noite contra Matt Mitrione, que substituiu o lesionado Shane Carwin, mas foi batido rapidamente: com menos de três minutos de luta, Nelson conseguiu o nocaute com uma impressionante sequência de […]

Arquivo Publicado em 16/12/2012, às 11h55

None

Principal estrela do reality show The Ultimate Fighter 16, o peso pesado Roy Nelson justificou sua fama neste domingo. Ele fez a luta principal da noite contra Matt Mitrione, que substituiu o lesionado Shane Carwin, mas foi batido rapidamente: com menos de três minutos de luta, Nelson conseguiu o nocaute com uma impressionante sequência de socos.


A luta até começou com certo equilíbrio, já que Mitrione usou da sua maior envergadura para atacar o adversário. Mas como sempre faz, Nelson não se intimidou e também partiu para cima. Ele defendeu tentativas de queda e se manteve firma na trocação de socos até garantir a vitória. Foi o segundo triunfo seguido dele, que tinha batido Dave Herman em maio. Já Mitrione está em baixa, com duas derrotas consecutivas.


Colton Smith vence Mike Ricci


A luta valia um contrato com o UFC, então os dois lutadores começaram o combate de forma bastante enérgica. Mas logo o excesso de vontade passou e prevaleceu a técnica de Smith. Ele aplicou um estilo de luta bastante amarrado, com encurtamento de distância e quedas, mas muito eficiente. A finalização não veio, mas a vitória ficou com Smith pela decisão unânime dos juízes. Ele é o novo contratado do UFC nos pesos meio-médios.


Pat Barry nocauteia Shane Del Rosario


No primeiro round a tática de Rosario funcionou: ele levou a luta para o chão, pegou as costas do adversário e esteve perto de finalizar mais uma de uma vez. Porém, no segundo round veio a reação de Barry: ele acertou um potente soco de esquerda e emendou com uma sequências de cruzados que fizeram Rosario ser nocauteado.


Dustin Poirier finaliza Jonathan Brookins


O começo de luta foi frenético e os dois lutadores deram show. Por cerca de um minuto eles trocaram socos de forma aberta e parecia que um nocaute sairia a qualquer momento. Mas ambos resistiram e depois o ritmo da luta diminuiu. Porém, Poirier teve mais consistência e, após derrubar o adversário com uma boa sequência de socos, encaixou um triângulo de mão e venceu por finalização.

Jornal Midiamax