Geral

Reverendo Moon, que tem fazenda e fiéis em MS, está internado em estado ‘irreversível’

Reverendo Moon, está internado e os médicos anunciaram nesta sexta-feira (31) que o quadro de saúde dele é irreversível

Arquivo Publicado em 31/08/2012, às 13h23

None
980766656.JPG

Reverendo Moon, está internado e os médicos anunciaram nesta sexta-feira (31) que o quadro de saúde dele é irreversível

O milionário sul-coreano Sun-Myung Moon, mais conhecido em Mato Grosso do Sul como Reverendo Moon, está internado e os médicos anunciaram nesta sexta-feira (31) que o quadro de saúde dele é irreversível.


Fundador da Igreja da Unificação, Moon ficou famoso no Brasil comprando grandes áreas nos municípios sul-mato-grossenses de Jardim e Guia Lopes da Laguna, na região sudoeste de MS. Ele tem 92 anos de idade e nos anos 90 instalou em MS o projeto ‘New Hope’.


O empreendimento acabou virando alvo de inquérito na Polícia Federal e de uma CPI na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul.


Questionado por comprar grandes extensões de terra na faixa de fronteira com o Paraguai, e porque estava trazendo muitos missionários estrangeiros para trabalharem no projeto, no começo dos anos 2000 Moon diminuiu os investimentos. Mas a Igreja da Unificação continua ativa em MS.


A Fazenda New Hope (Nova Esperança, em inglês), tem mais de 20 mil hectares e ainda recebe membros da Associação das Famílias Para a Unificação e Paz Mundial (Universal Peace Federation).


Recentemente, a entidade anunciou que investiria mais de R$ 50 milhões para construir um Hospital e um Spa em Guia Lopes da Laguna, a 234 quilômetros de Campo Grande.


O Reverendo Moon, ou ‘pai verdadeiro’, como é chamado pelos fiéis da igreja que fundou em 1954, foi internado com uma complicação causada por pneumonia. Agora, Sun Myung Moon, tem uma disfunção crítica dos órgãos vitais e está na Unidade de Terapia Intensiva, de acordo com informações oficiais da Igreja da Unificação.


Segundo a porta-voz da igreja, Ahn Ho-Yeol, Moon está no hospital St. Mary de Seul mas será transferido para um centro médico da organização religiosa. O vice-presidente da Igreja da Unificação, Joon Ho Seuk, admitiu às agências internacionais que, apesar do estado de saúde ter melhorado em um momento, nos últimos dias “sua condição entrou em um estado irreversível”.


A Igreja da Unificação foi fundada por Sun Myung Moon em 1954 na Coreia do Sul. O movimento, famoso pelas cerimônias de casamento que reúnem milhares de casais, afirma estar presente em quase 200 países e garante que possui três milhões de adeptos. (Com informações das agências internacionais)

Jornal Midiamax