Geral

Rapaz confessa que matou esposa, enteado e próprio filho em Itaporã com 90 facadas

Ele foi encontrado pela Polícia Militar de Itaporã, caminhando à pé, na estrada que liga Itaporã a Dourados. O delegadpo responsável pelas investigações, Winston Ramão Albres Garcia, disse que o rapaz confessou o crime.

Arquivo Publicado em 20/01/2012, às 19h25

None
832919194.png

Ele foi encontrado pela Polícia Militar de Itaporã, caminhando à pé, na estrada que liga Itaporã a Dourados. O delegadpo responsável pelas investigações, Winston Ramão Albres Garcia, disse que o rapaz confessou o crime.

Marcos Luis Azevedo, de 20 anos, foi preso na tarde desta sexta-feira (20). Ele confessou ter matado a esposa de 17 anos, Fernanda Maiara Azevedo, o filho Gabriel, de seis meses de idade e o enteado de dois anos, Gustavo. Ao todo, eles foram mortos com mais de 90 facadas.

Ele foi encontrado pela Polícia Militar de Itaporã, caminhando à pé, na estrada que liga Itaporã a Dourados. O delegadpo responsável pelas investigações, Winston Ramão Albres Garcia, disse que o rapaz confessou o crime.

Marcos contou ao delegado que estava muito bêbado e não sabe dizer porque matou a família. O rapaz não tem antecedentes criminais e responderá por triplo homicídio qualificado. 

Testemunhas disseram que por volta da 01h00 ouviram gritos vindos da chácara Bela Vista, onde a família vivia, mas logo a agitação parou. Pela manhã, os corpos das vítimas foram encontrados com ferimentos provocados por facas.

Gabriel, filho biológico do casal, um bebê de seis meses, foi morto com 23 (vinte e três) facadas, ele estava em um berço já o outro menor de 2 anos e oito meses, identificado por Gustavo, foi morto com 22 facadas, ele era enteado de Marcos, o principal suspeito da chacina. Segundo o Perito Valmor Garcia, da Polícia Técnica, o menor tinha 4 lesões na mãos, onde entende-se que ele tentou se defender das facadas, sendo que uma das mãos quase foi decepada.

Fernanda foi atingida com 45 golpes de faca, sendo 31 delas no pescoço, no tórax e barriga; as demais nas costas. Segundo o perito, Fernanda deve ter levado as primeiras facadas nas costas, pois na cena do crime, ela correu em volta da mesa da cozinha, tentando se livrar. A vítima jogava as cadeiras, para impedir que ele a matasse. Varias cadeiras de metal estavam quebradas e na cozinha havia muitas marcas de sangue inclusive na geladeira.

Jornal Midiamax