Geral

PSDB e PT são os partidos com mais candidatos no segundo turno das capitais

O resultado que saiu das urnas nas eleições municipais mostra que o PSDB é o partido que pode eleger o maior número de prefeitos nas capitais. O partido dos tucanos tem oito candidatos no segundo turno, enquanto o PT vai para as eleições de 28 de outubro com seis candidatos nas capitais. Os dois partidos […]

Arquivo Publicado em 08/10/2012, às 09h27

None

O resultado que saiu das urnas nas eleições municipais mostra que o PSDB é o partido que pode eleger o maior número de prefeitos nas capitais.


O partido dos tucanos tem oito candidatos no segundo turno, enquanto o PT vai para as eleições de 28 de outubro com seis candidatos nas capitais. Os dois partidos disputarão diretamente o segundo turno em São Paulo (o maior colégio eleitoral do país entre as capitais, com 8.619.170 votantes), em João Pessoa e Rio Branco.


No primeiro turno, petistas e tucanos elegeram um prefeito cada. Em Goiânia, foi reeleito Paulo Garcia (PT), e em Maceió foi eleito Rui Palmeira (PSDB). Com o DEM, outro partido de oposição, os petistas vão para o confronto direto em Salvador, terceiro colégio eleitoral entre as capitais, com 1.881.554 votantes.


O DEM elegeu em primeiro turno o prefeito de Aracaju, João Alves Filho. Já o PMDB, que disputa o segundo turno em três capitais – Campo Grande, Natal e Florianópolis – ganhou no primeiro turno as prefeituras do segundo maior colégio eleitoral do país, o Rio de Janeiro, com a reeleição de Eduardo Paes, e de Boa Vista (RR). Só o Rio tem, atualmente, um eleitorado de 4.719.607 votantes.


O PSB, por sua vez, reelegeu em primeiro turno o prefeito de Belo Horizonte, Márcio Lacerda, que administra a quarta capital com maior número de eleitores, 1.860.172 votantes. Em Recife, os socialistas também elegeram Geraldo Júlio.


O PSB disputará, em segundo turno, as prefeituras de Fortaleza e Cuiabá com o PT e a de Porto Velho com o PV. O PDT, que reelegeu o prefeito de Porto Alegre, José Fortunati, por sua vez disputará o segundo turno em três capitais: Curitiba com o PSC, Natal com o PMDB e Macapá com o PSOL. Este, por sua vez, disputará também o segundo turno em Belém com o PSDB.


O PP, que elegeu o prefeito de Palmas (TO), Carlos Amastha, disputa ainda em Campo Grande o segundo turno com o PMDB. Também disputarão o segundo turno, em uma única capital, PPS, PCdoB, PSC, PV, DEM, PTC, PSD e PTB.


Como retrato da fragmentação partidária brasileira, sete partidos diferentes venceram as eleições nas nove capitais que definiram o resultado em primeiro turno: PMDB, PSB, PDT, PT, PSDB, DEM e PP.

Jornal Midiamax