Geral

Pressionado, Maia promete votar em março partilha dos royalties

Diante da pressão de governadores e prefeitos, o presidente da Câmara dos Deputados, deputado Marco Maia (PT-MS), prometeu pautar para março a votação de veto do ex-presidente Luíz Inácio Lula da Silva ao projeto que estabelece partilha igualitária dos royalties do pré-sal. Pela proposta, o Governo do Estado e os 78 municípios de Mato Grosso […]

Arquivo Publicado em 29/02/2012, às 18h51

None

Diante da pressão de governadores e prefeitos, o presidente da Câmara dos Deputados, deputado Marco Maia (PT-MS), prometeu pautar para março a votação de veto do ex-presidente Luíz Inácio Lula da Silva ao projeto que estabelece partilha igualitária dos royalties do pré-sal. Pela proposta, o Governo do Estado e os 78 municípios de Mato Grosso do Sul receberiam por ano R$ 204 milhões.


“Já houve uma palavra dada do Marco Maia, assim que as seis medidas provisórias destrancarem a pauta e, ele presume que possa ser no mês de maio, o veto será apreciado”, informou o governador André Puccinelli (PMDB), que ontem esteve em Brasília ao lado de outros 17 chefes de Executivos estaduais e mais de 500 prefeitos.


Ainda em Brasília, os governadores solicitaram a renegociação da dívida dos estados com a União. “O pleito é de audiência com a presidente da República (Dilma Rousseff) para todos os governadores”, disse Puccinelli. Segundo ele, a missão de agendar o encontro ficou com a governadora do Maranhão, Roseana Sarney, “com o auxílio” do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-MA).


Pavimentação da BR 359


Puccinelli também aproveitou sua passagem por Brasília para solicitar ao ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, R$ 22,4 milhões para concluir a pavimentação de 233 quilômetros na BR 359, entre Coxim e Alcinópolis.

Jornal Midiamax