Geral

Prefeitura tomba edifício José Abrão no centro da Capital

Construído no final da década de 30 em estilo Art Decó, localizado na rua 14 de Julho, n° 2.311, esquina com a rua Marechal Rondon, no Centro da Capital; o edifício José Abrão foi tombado por seu valor histórico e arquitetônico pela Prefeitura Municipal de Campo Grande por meio da Fundação Municipal de Cultura (Fundac). […]

Arquivo Publicado em 26/04/2012, às 14h16

None

Construído no final da década de 30 em estilo Art Decó, localizado na rua 14 de Julho, n° 2.311, esquina com a rua Marechal Rondon, no Centro da Capital; o edifício José Abrão foi tombado por seu valor histórico e arquitetônico pela Prefeitura Municipal de Campo Grande por meio da Fundação Municipal de Cultura (Fundac). O tombamento provisório foi divulgado nesta quinta-feira (26), no Diário Oficial de Campo Grande (Diogrande).


Histórico – O edifício José Abrão foi projetado pelo arquiteto Frederico João Urlass, e construído, em 1939, por Manoel Rosa e pelo engenheiro Joaquim Teodoro de Faria. É um dos mais importantes edifícios em estilo Art Déco de Campo Grande. Tem como características frisos e linhas nas fachadas, platibanda escalonada, balcão curvo na esquina.


As janelas altas e as linhas verticais reforçam a intenção de verticalizar um edifício baixo, proposta da linguagem arquitetônica adotada. Na fachada foi usado o revestimento feito com pó de mica na cor vermelha. Foi construído com a finalidade de abrigar escritórios e comércio, mas funcionou como atividade de hospedagem por muitos anos, ficando conhecido como “Hotel Americano”. Leva o nome de seu primeiro proprietário que mandou construir o prédio.


O estilo Art Déco foi introduzido no Brasil na década de 20 e vigorou até por volta de 1940. Era empregado principalmente em cinemas, teatros e edifícios comerciais. Seu nome é resultado da Exposição Internacional de Artes Decorativas e Industriais Modernas, realizada em Paris, em 1925.

Jornal Midiamax