Geral

Prefeito irá assinar ordens de serviço para controle de erosão na Spipe Calarge e Laranjais

Na próxima sexta-feira (27),  em uma solenidade programada para às 9 horas no auditório do Espaço Lúdio Martins Coelho na Secretaria Municipal de Educação, o prefeito Nelson Trad Filho assina ordem de serviço para execução de obras de drenagem, manejo de águas pluviais e controle de erosão às margens da rua Spipe Calarge (próximo ao […]

Arquivo Publicado em 24/01/2012, às 17h04

None

Na próxima sexta-feira (27),  em uma solenidade programada para às 9 horas no auditório do Espaço Lúdio Martins Coelho na Secretaria Municipal de Educação, o prefeito Nelson Trad Filho assina ordem de serviço para execução de obras de drenagem, manejo de águas pluviais e controle de erosão às margens da rua Spipe Calarge (próximo ao Rádio Clube Campo) e na rua Pororoca, bairro Parque dos Laranjais, onde a voçoroca chegou a derrubar postes da rede de energia elétrica. Serão investidos R$ 10,9 milhões na execução das duas obras, sendo R$ 9 milhões no Cabaça e R$ 1,9 milhão no Parque dos Laranjais.

No Parque dos Laranjais o projeto prevê a implantação de drenagem a partir da rua Miguel Vieira Ferreira que passará por dentro de uma chácara (cujo proprietário cedeu uma faixa de terreno em regime de servidão), entrará pela rua Pororoca, descendo até o Córrego Imbirussu, onde a enxurrada desembocará, livrando de alagamentos quem mora em toda sua extensão. “Esta obra termina de vez com o problema de enchente em nossa rua’, comenta dona Eunides de Andrade Soares que mudou para o bairro há 17 anos e assistiu de perto o avanço da voçoroca. Resolvido o problema, a prefeitura terá condições de recompor o leito da rua que hoje está tomado pelo mato.

A voçoroca surgiu nesta região – inicio da Rua Pororoca e final da Rua Presidente Vargas – justamente porque neste local desemboca toda a enxurrada que desce de bairros como o condomínio Paineiras, Azaléia, Vila Oeste e Santa Luiza.

Na outra frente de obras para controle de enchentes e erosão no Córrego Cabaça, está previsto o desassoreamento do lago artificial existente no Rádio Clube Campo. A drenagem e pavimentação de regiões dos bairros Carlota e Morumbi vai evitar que o lago volte a transbordar. O material retirado do lago será usado para recompor a erosão que surgiu na margem direita da rua Spipe Calarge que receberá também o sistema de drenagem.

Segundo o prefeito Nelson Trad Filho, todas estas obras de controle e manejo das águas pluviais na área de impacto do Cabaça vão contribuir para reduzir os problemas de alagamento nos bairros mais abaixo, como o Jardim Paulista, Vila Progresso, Jockey Clube e Marcos Roberto, locais onde estão programadas intervenções (sistema de drenagem) no Córrego Areias e no Rio Anhanduí, com recomposição e urbanização das margens num trecho de oito quilômetros (entre a rua Santa Adélia e avenida Campestre).

Ordem de serviços

No total, o prefeito vai assinar ordens de serviço para obras no valor de R$ 65,9 milhões. O pacote inclui a construção de duas pontes (sobre o Córrego Prosa, na rua Rio Grande do Sul e sobre o Rio Anhanduí, na rua Arquiteto Álvaro Mancini). Será implantada e reforçada a iluminação pública nas saídas da cidade. Na saída para Aquidauana, o projeto será executado na avenida Duque de Caxias, entre a Vila Popular e o distrito de Indubrasil. Estão na programação, também, as avenidas Presidente Ernesto Geisel; Alberto Araújo Arruda, Hiroshima; Sol Nascente; Pôr do Sol e avenida João Arinos, saída para Três Lagoas. Na área da habitação serão construídas mais 482 casas para o reassentamento de famílias que moram em áreas de risco no Jardim Santo Eugênio.

Os investimentos na área de educação incluem a construção de oito centros de educação infantil para atender os bairros Varandas do Campo, Jardim Noroeste, Moreninha IV, Residencial Oiti, Santa Emilia, Tijuca II e Vida Nova III. Também será autorizado o início das obras de uma escola com 10 salas de aula no Varandas do Campo. Em 63 escolas municipais serão construídas 72 salas para instalação de laboratórios de Ciências e Matemática. Os assentamentos Conquista, Sucuri, Pantanal, Coopgrande, São Luiz, Universal e Três Corações vão ganhar centros comunitários rurais de múltiplo uso.

Jornal Midiamax