Geral

Praça Elias Gadia: espaço de lazer e encontro para toda a família

Reinaugurada no dia 2 de setembro de 2007, a Praça Esportiva Elias Gadia foi reconstruída no primeiro mandato da gestão do prefeito da Capital, Nelson Trad Filho. Localizada no bairro Taveirópolis, em Campo Grande, o local, atrai diariamente cerca de 400 pessoas de diversas faixas etárias. O que antes era um estádio para receber jogos […]

Arquivo Publicado em 23/04/2012, às 18h32

None

Reinaugurada no dia 2 de setembro de 2007, a Praça Esportiva Elias Gadia foi reconstruída no primeiro mandato da gestão do prefeito da Capital, Nelson Trad Filho. Localizada no bairro Taveirópolis, em Campo Grande, o local, atrai diariamente cerca de 400 pessoas de diversas faixas etárias.


O que antes era um estádio para receber jogos de futebol e suas torcidas, hoje é palco de encontro entre pessoas com objetivos em comum: o lazer e o esporte. Composta por quadras de esportes, campo de futebol, quadra de areia, playground e equipamentos da Academia ao Ar Livre, a Praça Elias Gadia é uma marca do Executivo Municipal, que entende a prática de esportes e oferta do lazer como uma ferramenta de prevenção de inúmeras doenças.


Além disso, o local serve ainda de ponto de encontro para quem quer, apenas, “bater um papo”. É comum encontrar, no final da tarde, homens e mulheres da terceira idade praticando exercícios na academia ao ar livre.


Entregues no dia 21 de agosto do ano passado, os aparelhos oferecem uma estrutura para que a comunidade local e da região deixem a ociosidade de lado e comecem a se movimentar. É o caso de Tomihisa Kaneshige.


Ainda com muito sotaque oriental, aos 70 anos o aposentado esbanja disposição e fala da melhoria na qualidade de vida. “Frequento a praça desde 2008, quando os médicos me falaram para praticar exercício físico. Eu venho aqui cinco vezes na semana, quando não chove. Percebi que melhorou minha disposição depois que comecei a me exercitar mais”, destaca o aposentado que, além de frequentar a academia, pratica caminhada na pista em torno da praça. Há quem prefira aproveitar o espaço de uma forma diferente.


O ambiente é propício para os casais frequentarem o local para conversar e tomar o tradicional tereré. Patrícia Canhete de Oliveira, de 20 anos, e o marido Mauro de Arruda Espíndola, motorista, de 21, aproveitam o calor do fim da tarde para levar o filho, Yuri, de dois anos, para brincar no parquinho.


Enquanto o filho se diverte, o casal acompanha de longe, sentado em um dos bancos da praça. “A gente gosta de vir aqui porque a praça é fechada, o que acaba oferecendo mais segurança para o meu filho. Eu e meu marido costumamos freqüentar o Elias Gadia porque é um ambiente familiar, agradável para vir com o filho”, diz a mãe do pequeno Yuri.


Para o diretor-presidente da Fundação Municipal de Esporte (Funesp), Silvio Lobo, o desenvolvimento populacional da cidade mostra a importância de um espaço, como o Elias Gadia, para a comunidade praticar atividade física de modo saudável. “Hoje, temos 10 unidades esportivas espalhadas pela cidade, entre elas o Elias Gadia. Com o desenvolvimento da cidade, as necessidades aumentam.


A existência dos parques permite que haja congraçamento da comunidade nesse local, onde se reúnem, conversam, trocam idéias e a família desenvolve atividades em conjunto”, destaca o professor Lobo. Além da integração social, a praça oferece melhoria na qualidade de vida para a população.


“Se não houvesse esse espaço, estas pessoas estariam em casa em atividade ociosa. A praça auxilia ainda na redução de patologias, favorece no processo educacional da comunidade em geral e na redução da violência comunitária. O prefeito teve essa visão, de transformar e criar outras praças”, acrescenta o diretor da Funesp.


Amante de esportes e praticante de vôlei há 23 anos, Israel Reis, de 40 anos, usufrui o espaço desde que o mesmo foi reinaugurado. “São quase 100 pessoas que praticam o vôlei na areia. Jogamos quase todos os dias. Isso daqui é um privilégio para nós, temos uma estrutura muito boa aqui, elogia o atleta que, além do vôlei na areia, pratica também futsal e basquete.


Israel relembra que, antes de ser transformada, a praça servia de abrigo para usuários de droga. “Antigamente, não tinha policiamento aqui e as ruas eram escuras. Agora, temos guardas municipais, viaturas fazendo rondas e muita iluminação”, comemora ele.


A praça é aberta das 5h às 21h, de terça a domingo e oferece atividades de terça a sexta-feira. Na segunda-feira, o local é fechado para manutenção. Nas terças, quartas e quintas é realizado o projeto Atleta do Futuro na modalidade futsal. Às terças e quintas, acontece o projeto Movimente-se. As sextas-feiras são livres, sem atividades programadas.


O administrador da Praça Elias Gadia, Rosemilson José Rocha Ferreira, conhecido como Tim, afirma que os moradores elogiam o local, que, após a reconstrução passou a valorizar os imóveis. “Antes tinham muitos usuário de droga devido a falta de iluminação. O projeto Movimente-se, desenvolvido pela Funesp, com parceria da prefeitura de Campo Grande atrai pessoas de diversas faixas etárias”, comenta.


Após descobrir que estava com diabetes, Alessandra Almada, de 47 anos, resolveu aderir à prática de esportes em prol da saúde. “Eu moro aqui pertinho e nunca tinha vindo me exercitar, depois que fui ao médico comecei a frequentar o projeto Movimente-se. A professora ensina a gente a andar com a postura correta e mostra como fazer os exercícios corretos nos aparelhos da academia ao ar livre. Venho todos os dias, se não venho na parte da manhã, venho na parte da tarde. Estou adorando e já senti a diferença, para melhor”, comemora a dona de casa.


José Eduardo Fernandes, de 48 anos, mora no Leblon e se desloca quase que diariamente com a esposa para aproveitar a pista de 400 metros. “Após a reforma, o local ficou bem melhor porque tivemos um incremento de atividades. Antes, nem a academia nós tínhamos aqui. Hoje em dia, se chegar depois das 18 horas tem que esperar na fila para poder usar os equipamentos”, relata o funcionário público.


Ao entardecer, o parque infantil é frequentado por muitas crianças e seus familiares que aproveitam a segurança dos guardas municipais para desfrutar as tardes de Campo Grande.


Serviço:


A Praça Elias Gadia está localizada na rua Albert Sabin s/n – bairro Taveirópolis. Horário de funcionamento: de terça-feira a domingo, das 5h às 21h

Jornal Midiamax