Geral

Portuguesa empata com Grêmio, se complica e rebaixa Palmeiras

A Portuguesa segue em situação complicada no Campeonato Brasileiro, mas pelo menos tem um motivo para comemorar neste domingo. Afinal, após o empate por 2 a 2 com o Grêmio em casa, o time paulista decretou o rebaixamento do Palmeiras, que não pode mais lhe alcançar. Só o Sport, que venceu o Botafogo por 1 […]

Arquivo Publicado em 18/11/2012, às 23h19

None

A Portuguesa segue em situação complicada no Campeonato Brasileiro, mas pelo menos tem um motivo para comemorar neste domingo. Afinal, após o empate por 2 a 2 com o Grêmio em casa, o time paulista decretou o rebaixamento do Palmeiras, que não pode mais lhe alcançar. Só o Sport, que venceu o Botafogo por 1 a 0, ainda pode superar a Portuguesa na luta contra o rebaixamento.

A Portuguesa chegou a abrir dois gols de vantagem neste domingo, mas sofreu o empate e agora está com 41 pontos, apenas um a mais que o Sport. Já o Palmeiras ficou para trás, com 34. Outro time com chances de rebaixamento é o Bahia, que venceu neste domingo e tem 43. Já o Grêmio, na outra ponta da tabela, já está classificado para a Copa Libertadores, com 67 pontos e em segundo lugar.

Em crise e na luta contra o rebaixamento, a Portuguesa pelo menos contou com apoio da sua torcida no Canindé. Mas nem isso foi suficiente para fazer o time assustar o Grêmio, que também mostrou pouca criatividade. A primeira emoção só aconteceu aos 30min e foi um gol: Werley desviou cobrança de falta com a cabeça e mandou a bola para rede, mas o auxiliar viu impedimento.

O lance serviu para animar os dois times, que tiveram mais chances no final do primeiro. Primeiro o goleiro Gledson teve trabalho para defender bom chute de Fernando, aos 39min. Depois foi a vez da Portuguesa finalmente levar perigo: Rogério aproveitou cruzamento da direita e cabeceou para o gol, mas Marcelo Grohe teve reflexo para fazer incrível defesa e manter o empate sem gols.

Quando começou o segundo tempo, a Portuguesa manteve o embalo e pressionou até abrir o placar. Primeiro Léo Silva assustou o Grêmio com um chute de fora da área, defendido pelo goleiro de novo. Depois, veio o gol, já que o juiz viu pênalti em Moisés, que partiu para a cobrança e abriu o placar. Foi o primeiro gol do time após cinco jogos de jejum, o que fez o time comemorar bastante e se empolgar.

Afinal, demorou apenas mais nove minutos para sair o segundo gol da Portuguesa: Luis Ricardo fez boa jogada pela ponta direita e rolou a bola para a entrada da área. Léo Silva chegou em velocidade e acertou a finalização rasteira, sem chances para Grohe. O gol serviu para aumentar a festa, mas rapidamente ela foi estragada.

O Grêmio marcou dois gols praticamente na sequência. Aos 28min, André Lima desviou de cabeça uma cobrança de falta de Marquinhos e reanimou o time gaúcho. Apenas cinco minutos depois, Zé Roberto driblou Luis Ricardo, tocou na saída de Gledson e marcou o gol do empate. Mesmo tendo sido revaldo pela Portuguesa, ele comemorou bastante o empate no Canindé e teve que ouvir gritos de “mercenário” após o fim do jogo.

Jornal Midiamax