Geral

Paraolimpíadas terá 15 atletas douradenses

Jovens atletas vão às Paraolimpíadas Estudantis pensando em 2016; douradense é promessa para jogos

Arquivo Publicado em 24/08/2012, às 12h06

None
607511206.jpg

Jovens atletas vão às Paraolimpíadas Estudantis pensando em 2016; douradense é promessa para jogos

Alunos do projeto social Dourados Paralímpico participarão em outubro das Paralimpíadas Estudantis em São Paulo. Dos 15 atletas douradenses classificados até agora, Taise Zimmernann é o grande destaque da equipe. A atleta é integrante da Seleção Brasileira e recordista adulta nos 100 e 200 metros e no salto em distância.


A jovem de 19 anos está no projeto desde os 14. Recentemente, Taise participou de uma competição na Espanha e faturou o ouro nas três modalidades que possui o recorde. A atleta treina de segunda à sexta-feira, duas vezes por dia.


Para Antônio Pietramali (Toninho), treinador de Taise, á atleta é um fenômeno. “A Taise é uma competidora de ponta, podemos considera-la o ‘top’ na modalidade que disputa. Ela se dedica muito aos treinamentos e por isso alcança os resultados”, elogiou o treinador.


A recordista douradense teve paralisia cerebral no nascimento e ficou com o movimento do braço e da perna direita comprometido. Segundo Toninho, desde sua chegada no projeto, o seu desenvolvimento foi excelente. “Ela melhorou muito, teve vários avanços motores que talvez ela não conseguisse vencer se não fosse o esporte” salientou o professor.


Taise vai a cada três meses em São Paulo, onde integra a seleção brasileira. A jovem é a grande promessa do país para as Paralimpíadas 2016 que serão disputadas no Rio de Janeiro.


Para a atleta, o esporte melhorou todos os pontos em sua vida. “Depois que eu conheci o atletismo minha autoestima melhorou, minha coordenação motora também. Mas, minhas principais conquistas foi vencer as barreiras impostos pelas limitações e, principalmente, ter forças para lutar contra o preconceito. Hoje eu faço faculdade de Educação Física e quero ser um exemplo para as pessoas que possuem os mesmos ‘problemas’ que eu”, enfatizou a Taise.


Talentos


A jovem recordista douradense brilhou em atividades escolares para ir à projeto. Outro local onde são encontrados talentos, é no Centro de Convivência da Pessoa com Deficiência Dorcelina Oliveira Folador. No local, são desenvolvidas atividades físicas para recreação. Os que mostram uma aptidão maior para eventos esportivos de competição são encaminhados para o projeto, para que possam ser estimuladas e preparadas para competições.

Jornal Midiamax