Geral

Pânico causa confusão e brinca com palmeirenses

Na edição de domingo do programa Pânico, exibido pela TV Bandeirantes, a equipe enviada para fazer a cobertura do prêmio Craque do Brasileirão teve problemas com a organização do evento, que não queria deixar os humoristas trabalharem no mesmo local da imprensa. Isso irritou Carioca, que estava interpretando Luiz Felipe Scolari, novo técnico da seleção. […]

Arquivo Publicado em 10/12/2012, às 16h30

None

Na edição de domingo do programa Pânico, exibido pela TV Bandeirantes, a equipe enviada para fazer a cobertura do prêmio Craque do Brasileirão teve problemas com a organização do evento, que não queria deixar os humoristas trabalharem no mesmo local da imprensa. Isso irritou Carioca, que estava interpretando Luiz Felipe Scolari, novo técnico da seleção.



“Eu vou embora”, disse, bravo com o tratamento que recebeu da organização.



“Mas você não abandonar a matéria assim”, respondeu Alfinete, que também trabalhava na matéria.



“Como não? Eu já abandonei o Palmeiras…”, brincou.



Posteriormente, representantes da CBF agiram junto à organização para que a equipe do Pânico pudesse trabalhar na área destinada à imprensa.



Cafú brinca com a fama de Felipão



Também no prêmio Craque do Brasileirão, Cafú brincou com a fama de Scolari, que proibiu a entrada das mulheres dos jogadores durante a concentração para a Copa do Mundo de 2002. Quando questionado sobre se o treinador deixava os atletas fazerem sexo antes das partidas, o ex-lateral brincou.



“Com as esposas, não mesmo”, disse, aos risos.


Jornal Midiamax