Geral

Palmeiras sonha em afastar crise na semifinal contra embalado Grêmio

Quem acompanhou os grandes duelos da década de 1990 não poderia imaginar que, em 2012, Grêmio e Palmeiras se enfrentariam por uma semifinal de Copa do Brasil com dois de seus mais consagrados técnicos em lados opostos. Luiz Felipe Scolari, hoje no Verdão, cansou de enfrentá-lo em mata-matas com o abrigo gremista; Vanderlei Luxemburgo, multicampeão […]

Arquivo Publicado em 13/06/2012, às 15h27

None

Quem acompanhou os grandes duelos da década de 1990 não poderia imaginar que, em 2012, Grêmio e Palmeiras se enfrentariam por uma semifinal de Copa do Brasil com dois de seus mais consagrados técnicos em lados opostos. Luiz Felipe Scolari, hoje no Verdão, cansou de enfrentá-lo em mata-matas com o abrigo gremista; Vanderlei Luxemburgo, multicampeão pelo Alviverde, agora comanda o Tricolor Gaúcho. A primeira partida desta decisão ocorre nesta quarta, às 21h50 (de Brasília), no Estádio Olímpico.


O Grêmio vem embalado para o confronto. Nas últimas 13 partidas que disputou, a equipe venceu 12 – uma delas contra o próprio Palmeiras, pelo Campeonato Brasileiro, por 1 a 0. Luxemburgo acumula 19 vitórias em 23 jogos comandando o time gaúcho. O Tricolor é o atual terceiro colocado no Campeonato Brasileiro e ostenta um aproveitamento de 100% na Copa do Brasil, com oito vitórias em oito jogos disputados.


Do outro lado, o Palmeiras encara o duelo como a chance de se salvar de uma grave crise. A campanha no Campeonato Brasileiro já seria suficiente para abalar o Verdão, pois são três derrotas e um empate, na penúltima posição. Para piorar, o clube vive a incerteza em relação ao chileno Valdivia, que sofreu um sequestro relâmpago na semana passada e está abalado emocionalmente. O Mago, que já teria de cumprir suspensão automática neste jogo, ainda não tem permanência garantida no clube.


A ordem no clube é superar a turbulência para conseguir um bom resultado diante do Grêmio. O lateral direito Cicinho, inclusive, não se intimida com a derrota sofrida para o adversário durante do Brasileirão.


“Estamos tranquilos, cientes de que temos possibilidades de trazer um bom resultado do Olímpico. Já fizemos um teste para a Copa do Brasil, foi difícil e não conseguimos o resultado que imaginávamos, mas agora a história é outra. A Copa do Brasil é um campeonato bem diferente do Brasileirão”, afirmou.


Substituto de Valdivia nesta quarta-feira, Daniel Carvalho conhece muito bem o Grêmio, pois foi revelado pelo rival Internacional e se acostumou a enfrentar o Tricolor.


“Temos de encarar de igual para igual. Respeitamos o Grêmio, mas sabemos também da nossa qualidade no Palmeiras”, afirmou. O treinador alviverde faz mistério em relação à escalação, mas deve voltar o volante João Vitor ao time, para reforçar a marcação.


Já a principal dúvida do técnico Vanderlei Luxemburgo é em relação ao ataque. A tendência é que Miralles e Marcelo Moreno comecem a partida, mas Kleber está recuperado de fratura no tornozelo e pode ser a surpresa. O Gladiador atuou no segundo tempo dos últimos jogos da equipe pelo Brasileirão, mas a falta de ritmo de jogo e o bom momento de Miralles devem pesar a seu favor.


Na defesa, Werley formará a dupla com Gilberto Silva. Depois de se lesionar contra o Fortaleza, em maio, o jogador de confiança de Luxa voltou e não sentiu dores no domingo, quando o Grêmio enfrentou o Corinthians. Vilson, que teve boas atuações ao substituí-lo, corre por fora.


Diante do favoritismo atribuído ao Grêmio pelo melhor momento que vive em relação ao Palmeiras, Luxemburgo é taxativo: “Não subestimem o Palmeiras e o Felipão, porque não tem nenhum morto do lado de lá. O Palmeiras é uma equipe de tradição. O torcedor do Grêmio precisa comparecer e fazer barulho. O confronto só termina lá em São Paulo e o máximo que podemos fazer aqui é abrir vantagem”, advertiu.


FICHA TÉCNICA


GRÊMIO X PALMEIRAS


Local: Estádio Olímpico, em Porto Alegre (RS)


Data: 12 de junho de 2012, quarta-feira


Horário: 21h50 (de Brasília)


Árbitro: Heber Roberto Lopes (Fifa-PR)


Assistentes: Carlos Berkenbrock (Fifa-SC) e Fabrício Vilarinho da Silva (Fifa-GO)


GRÊMIO: Victor; Gabriel, Werley, Gilberto Silva e Pará; Fernando, Souza, Léo Gago e Marco Antônio; Miralles e Marcelo Moreno


Técnico: Vanderlei Luxemburgo


PALMEIRAS: Bruno; Cicinho, Thiago Heleno, Henrique e Juninho; Márcio Araújo, Marcos Assunção, João Vitor e Daniel Carvalho; Luan e Barcos


Técnico: Luiz Felipe Scolari

Jornal Midiamax