Geral

Operação para coibir entrada de armas e drogas no país já prende oito pessoas

Um dos presos estava com mandado em aberto por latrocínio. Também já foram vistoriados quase 600 pessoas, além de 100 litros de gasolina comercializada ilegalmente e outras apreensões.

Arquivo Publicado em 27/07/2012, às 19h14

None
725695088.jpg

Um dos presos estava com mandado em aberto por latrocínio. Também já foram vistoriados quase 600 pessoas, além de 100 litros de gasolina comercializada ilegalmente e outras apreensões.

Balanço parcial da operação ‘Copo Sujo’, deflagrada nesta desta sexta-feira (27), em Ponta Porã, a 346 quilômetros de Campo Grande, na fronteira com o Paraguai, já prendeu oito pessoas, sendo um deles com mandado de prisão em aberto por latrocínio e uma porção de maconha, além de quatro armas, quatro carros, 103 motos irregulares e 100 litros de gasolina comercializados ilegalmente também foram apreendidos.


Nos postos de fiscalização, dois automóveis com cinco caixas de cigarro contrabandeado em cada um foram apreendidos, além de 325 veículos abordados até às 15h e 556 pessoas abordadas no total.


As informações são do núcleo de comunicação da PRF (Polícia Rodoviária Federal). “As ações continuarão por tempo indeterminado e estão sendo realizadas por Institutos de Segurança Pública, Exército, Receita Federal e Força Nacional”, afirma o inspetor e responsável pela comunicação do órgão, José Ramão Mariano Filho.


Além da presença de 200 homens na região de fronteira, os policiais passam por áreas críticas de acesso ao Paraguai para fiscalização. Por tempo indeterminado, as ações têm por objetivo coibir a entrada de drogas e armas no País vindas do Paraguai. A data para a operação foi escolhida pelo Gabinete de Gestão Integrada de Fronteira, após investigação.

Jornal Midiamax