Geral

Na Suécia, Seleção Brasileira enfrenta Iraque em reencontro com Zico

Em mais um amistoso de preparação para a Copa das Confederações de 2013 e para a Copa do Mundo do ano seguinte, a Seleção Brasileira enfrenta o Iraque nesta quinta-feira, às 15h30 (de Brasília), no Estádio Swedbank, em Malmo, na Suécia. Diante do time comandado por Zico, o Brasil luta contra a própria irregularidade e […]

Arquivo Publicado em 11/10/2012, às 14h07

None
996494308.jpg

Em mais um amistoso de preparação para a Copa das Confederações de 2013 e para a Copa do Mundo do ano seguinte, a Seleção Brasileira enfrenta o Iraque nesta quinta-feira, às 15h30 (de Brasília), no Estádio Swedbank, em Malmo, na Suécia.


Diante do time comandado por Zico, o Brasil luta contra a própria irregularidade e contra as críticas ao técnico Mano Menezes. Pesam desfavoravelmente ao comandante a eliminação nas quartas de final da Copa América e a perda do ouro nos Jogos Olímpicos de Londres disputados em agosto.


Para agravar ainda mais o tom das críticas, a Seleção Brasileira terá pela frente um rival de qualidade duvidosa. O Iraque disputou a Copa do Mundo apenas uma vez, em 1986, quando foi eliminado na primeira fase. A seleção asiática sofreu com as guerras que assolaram o país nas últimas décadas e sequer consegue organizar um torneio oficial. Seus jogos têm que ser disputados em campo neutro, o que prejudica o rendimento contra rivais de peso. O Iraque, porém, tem no comando técnico um velho conhecido dos canarinhos, Zico, que tenta levar o país a jogar o Mundial no Brasil.


Ainda em relação à fragilidade do adversário, Mano Menezes reconhece que vive em conflito. Os 8 a 0 aplicados sobre a China, em setembro, foram motivos de piada, mas um tropeço geraria ainda mais críticas e aumentaria os rumores de uma possível demissão. Nomes como os de Muricy Ramalho, atualmente no Santos, e Luiz Felipe Scolari, sem emprego desde que saiu do Palmeiras, são gritados quando a Seleção atua em solo brasileiro.


“Vamos aproveitar esse jogo para tirarmos ainda mais conclusões e seguirmos preparando a Seleção Brasileira para as competições que estão por vir. Teremos asiáticos pela frente, muito provavelmente, na Copa do Mundo e na Copa das Confederações. Por isso, enfrentar o Iraque e depois o Japão (amistoso na próxima terça-feira) será muito importante”, disse Mano Menezes, dando crédito ao rival.


A grande novidade da Seleção Brasileira para este amistoso é o retorno de Kaká, que não veste a camisa canarinho desde a derrota de 2 a 1 para a Holanda, nas quartas de final da Copa do Mundo de 2010, na África do Sul. O jogador do Real Madrid espera que este jogo marque o começo de uma nova sequência na equipe nacional.


“Sempre tive o pensamento de voltar, mas sabendo que tinha que respeitar um tempo. Fiquei longe da Seleção, mas aos poucos as lesões foram desaparecendo e minha condição física melhorando. Estou muito feliz por estar voltando. Quero me reafirmar na Seleção e conquistar meu espaço aos poucos. Ainda tem muita coisa para conquistar”, garantiu o jogador do Real Madrid, titular em apenas uma partida desde junho deste ano.


Kaká, inclusive, será titular logo na primeira oportunidade ao lado de Oscar no meio-campo. Em relação ao restante do time, sem contar com Daniel Alves, cortado por lesão, Mano Menezes vai usar Adriano na lateral direita. Com um desconforto no tornozelo direito, Leandro Damião também fica fora, com o ataque sendo composto por Neymar e Hulk.


Já o Iraque, 80º do Ranking da Fifa, em que o Brasil aparece na 14ª colocação, está se preparando para o confronto da próxima terça-feira contra a Austrália, em Doha, no Catar, pelas Eliminatórias asiáticas para a Copa do Mundo de 2014. A seleção, que na rodada passada perdeu por 1 a 0 para o Japão é apenas a quarta colocada no Grupo B, com dois pontos.


Zico reconhece que o duelo contra os brasileiros pode ter uma influência negativa na sequência do trabalho. “Nós sabemos que enfrentar a Seleção Brasileira sempre tem o risco de uma goleada, o que poderia ter um efeito muito ruim na equipe. Mas estou mostrando aos jogadores que essa é uma grande oportunidade que eles terão na carreira e que pode nunca mais acontecer outra vez. Portanto, que eles precisam jogar com seriedade e emprenho, mas sem se sentirem pressionados”, disse Zico, que vai manter a base da equipe que vem disputando as Eliminatórias.


Os times principais nunca se enfrentaram. Só houve um confronto em 2001, pelo Mundial Sub-20, em Córdoba, na Argentina. O Brasil venceu por 6 a 1 e Kaká esteve presente. O meia é o único daquela equipe que vai enfrentar os asiáticos nesta quarta-feira.


FICHA TÉCNICA


BRASIL X IRAQUE


Local: Estádio Swedbank, em Malmö (Suécia)


Data: Quinta-feira, 11 de outubro de 2012


Horário: 15h30(de Brasília)


Árbitro: não informado pela organização


BRASIL: Diego Alves, Adriano, David Luiz, Thiago Silva e Marcelo; Paulinho, Ramires, Kaká e Oscar; Neymar e Hulk


Técnico: Mano Menezes


IRAQUE: Sabri Noor, Ahmed Ibrahim, Ali Bahjat, Hammadi Ahmed e Yassen Ahmed; Radhi Ahmed, Ibrahim Khaldoun, Alaa Abdul Zahra e Husam Kadhim; Muthana Khalid e Waleed Salim


Técnico: Zico

Jornal Midiamax