Geral

Motorista que atropelou ciclista que morreu em Coxim é liberado após depoimento

O motorista M.G., de 36 anos, foi ouvido pelo delegado titular de Coxim, Bruno Henrique Urban, poucas horas depois do acidente que vitimou Cícera Duarte Santana, de 34 anos. Segundo o delegado, o motorista foi liberado, pois não existem elementos para indiciá-lo por homicídio culposo, ou seja, quando não existe intenção de matar. “Por enquanto, […]

Arquivo Publicado em 31/10/2012, às 14h26

None
687407814.jpg

O motorista M.G., de 36 anos, foi ouvido pelo delegado titular de Coxim, Bruno Henrique Urban, poucas horas depois do acidente que vitimou Cícera Duarte Santana, de 34 anos.


Segundo o delegado, o motorista foi liberado, pois não existem elementos para indiciá-lo por homicídio culposo, ou seja, quando não existe intenção de matar. “Por enquanto, a investigação aponta para uma fatalidade”, comentou o delegado.


Urban explica que para indiciar o motorista tem que ficar claro que ele foi imprudente ou negligente. As informações da Polícia Civil são de que a vítima, que pilotava uma bicicleta, invadiu a preferencial no momento em que o ônibus subia a rua Feliciano Serrou Camy, no bairro Flávio Garcia.


Agora, a perícia vai analisar o ônibus, principalmente o disco do tacógrafo, que deve apontar a velocidade que o motorista conduzia o veículo. “Vamos apurar tudo para depois dar uma resposta à sociedade”, disse o delegado.


Em tempo, Urban pede que os ciclistas se atentem a sinalização, evitando assim outros acidentes que possam ceifar vidas. “Assim como os motoristas, ciclistas e pedestres também devem tomar o devido cuidado ao trafegar pelas vias públicas”, orientou o delegado.


O ACIDENTE – Aconteceu no início da manhã desta terça-feira (29). Cícera foi atropelada pelo ônibus escolar VW de placas HQH-6448, que pertence a prefeitura de Coxim.


Com traumatismo craniano encefálico, várias fraturas e laceração do abdômen, a vítima foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros e encaminhada ao Hospital Regional Álvaro Fontoura.


Entretanto, a equipe médica optou em transferi-la para Campo Grande, por conta da gravidade dos ferimentos. No momento em que era preparada, Cícera sofreu uma parada cardíaca e morreu, por volta das 8h40.

Jornal Midiamax