Geral

Mesmo com decisão do Copom, Brasil mantém 2º posição no ranking de juros nominais

O Copom (Comitê de Política Monetária) decidiu, nesta quarta-feira (18), reduzir a Selic (taxa básica de juro) em 0,50 ponto percentual, para 10,5% ao ano, confirmando as expectativas da maioria dos analistas. Mesmo com a decisão, o Brasil mantém a segunda posição do ranking de juros nominais, de acordo com estudo preparado pelo analista econômico […]

Arquivo Publicado em 19/01/2012, às 10h38

None

O Copom (Comitê de Política Monetária) decidiu, nesta quarta-feira (18), reduzir a Selic (taxa básica de juro) em 0,50 ponto percentual, para 10,5% ao ano, confirmando as expectativas da maioria dos analistas.


Mesmo com a decisão, o Brasil mantém a segunda posição do ranking de juros nominais, de acordo com estudo preparado pelo analista econômico da Cruzeiro do Sul Corretora / Apregoa.com, Jason Vieira, em parceria com o analista de mercado financeiro da Weisul Agrícola, Thiago Davino, envolvendo 40 países.


O Brasil só perde para a Venezuela, onde a taxa de juros nominal está em 18,30% ao ano.


Juros reais


A decisão do Comitê manteve o Brasil no topo da lista de juros reais*, com taxa de 4,9% ao ano, bem à frente de Hungria (2,8%), China (2,4%) e Indonésia (2,1%), que ocupam a segunda, terceira e quarta posições, nesta ordem.


De acordo com os analistas, para perder esse posto, a Selic deveria cair 2,75 pontos percentuais, passando para 8,25% ao ano.

Jornal Midiamax