Geral

Mês de dezembro fecha com quase 3 mil registros de boletins de ocorrências on-line

Um levantamento divulgado pela Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) mostra que os registros de boletins de ocorrências on-line feitos através da Delegacia Virtual (Devir) têm se tornado mais frequentes a cada ano pela praticidade da ferramenta. De acordo com os registros da Delegacia Virtual, no mês de novembro foram registrados 2.698 […]

Arquivo Publicado em 07/12/2012, às 11h05

None
2023083645.jpg

Um levantamento divulgado pela Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) mostra que os registros de boletins de ocorrências on-line feitos através da Delegacia Virtual (Devir) têm se tornado mais frequentes a cada ano pela praticidade da ferramenta.


De acordo com os registros da Delegacia Virtual, no mês de novembro foram registrados 2.698 boletins de ocorrências entre extravios, furtos simples e desaparecimentos, feitos no site www.devir.pc.ms.gov.br. Os casos de extravio somam 2.562 ocorrências, os registros de furtos simples equivalem a 136 casos e sete desaparecimentos foram registrados.


O serviço mais procurado pelo atendimento online são os boletins de ocorrência de extravio. Segundo a Delegacia Virtual, os extravios mais comuns são: carteira de identidade, carteira de habilitação e de trabalho, documentos de veículos, celulares e cartões de crédito e débito.


Nos casos de extravio os índices da Delegacia Virtual demonstram que de janeiro a novembro de 2012 foram registradas 26.468 ocorrências. No acumulado deste período a Devir registrou ao todo 28.007 boletins.


Somente os registros de extravios apresentaram média mensal de 2.406 registros. Esta media é superior ao ano de 2011, quando foi registrada uma média de 1.681 ocorrências. Na análise das estatísticas os registros de furtos simples apresentaram pouca diferença entre os meses, com média de 136 registros de boletins de ocorrências.


Das denúncias registradas no mês de novembro quatro foram de violência contra o menor, duas de violência contra a mulher, seis de pontos de vendas de entorpecentes, seis por perturbação do sossego e dez denúncias de crimes ambientais. As outras denúncias somaram 12 ocorrências.


De acordo com o supervisor da Devir, Reginaldo do Nascimento, muitas denúncias são recusadas em razão dos usuários acreditarem que a opção denúncias é para o registro de boletins. “O portal de denúncias da Delegacia Virtual deve ser utilizado para informar a polícia sobre algum fato delituoso ou informações que ajudem nas investigações, elucidação de crimes ou até mesmo para que a autoridade policial possa tomar ciência de fatos e determinar providências”, explica.


Delegacia Virtual


O cidadão pode registrar através da Delegacia Virtual (Devir) casos de furtos simples, de objetos de pequeno valor, extravio de documentos e desaparecimento de pessoas. Os boletins de ocorrências, que são gratuitos, e têm validade em todo território nacional, podem ser feitos pelo site da Polícia Civil (www.pc.ms.gov.br).

Jornal Midiamax