Geral

Menina de 2 anos fica com ‘nome sujo ‘em serviços de crédito

Uma menina de dois anos ficou cerca de sete meses com o nome incluso nos serviços de proteção ao crédito (SPC e Serasa), de acordo com informações do jornal Folha de S.Paulo desta sexta-feira. Identificada apenas como Maria Clara, a criança teria sido vítima de um fraudador, que forjou um CPF falso com mudança na […]

Arquivo Publicado em 26/10/2012, às 12h40

None

Uma menina de dois anos ficou cerca de sete meses com o nome incluso nos serviços de proteção ao crédito (SPC e Serasa), de acordo com informações do jornal Folha de S.Paulo desta sexta-feira.


Identificada apenas como Maria Clara, a criança teria sido vítima de um fraudador, que forjou um CPF falso com mudança na data de nascimento para 1983. De acordo com a publicação, ele usou o cadastro falso na operadora Vivo. A empresa disse que tomou as providências necessárias assim que soube que era um caso de fraude.

Jornal Midiamax