Geral

Mato Grosso do Sul comemora 35 anos de emancipação

No dia 11 de outubro de 1977 foi assinada a Lei Complementar nº 31 que desmembrou a parte sul do até então Mato Grosso uno, criando o Estado do Mato Grosso do Sul

Arquivo Publicado em 11/10/2012, às 14h14

None
1985713069.jpg

No dia 11 de outubro de 1977 foi assinada a Lei Complementar nº 31 que desmembrou a parte sul do até então Mato Grosso uno, criando o Estado do Mato Grosso do Sul

Há exatos 35 anos nascia o Estado de Mato Grosso do Sul. No dia 11 de outubro de 1977, através da Lei Complementar nº 31, o então presidente da república General Ernesto Geisel, desmembrou do Mato Grosso a região sul, que só em primeiro de janeiro de 1979 foi transformada definitivamente no estado do Mato Grosso do Sul. Com quase dois milhões e meio de habitantes, o Estado destaca-se mundialmente pelo agronegócio, ecoturismo e artistas culturais, principalmente na música sertaneja.

A história de Mato Grosso do Sul também está intimamente relacionada a Ferrovia Noroeste Brasil (NOB), que ligava Corumbá ao vizinho São Paulo. As linhas férreas ajudaram a desenvolver o então povoado de Campo Grande, além de resultar benéficos para a Cidade Branca, que passou a ser o porto brasileiro mais importante no rio Paraguai na época.

Localizado no Centro-Oeste do Brasil, o Mato Grosso do Sul faz fronteira com quatro estados: Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso e São Paulo; além de ter fronteira seca com Paraguai e Bolívia.

Ainda jovem, o Mato Grosso do Sul forma sua identidade e sofre várias influências dos países vizinhos, como o costume do Tereré; e de paulistas, talvez por seu território ter, juntamente com o Paraná, pertencido à província de São Paulo no século XVIII.

Pela música, a cultura sul-mato-grossense é divulgada para todo o mundo. Sucessos locais como Michel Teló, Maria Cecília e Rodolfo, Munhoz e Mariano, João Bosco e Vinícius e Luan Santana levaram o sertanejo universitário para Estados Unidos, Europa e até Ásia, como foi o caso da música “Ai se eu te pego”. Não esquecendo do cantor e compositor Almir Sater e a da família Espíndola que até hoje encantam com suas músicas que relatam a história e cultura do Estado.

Agronegócio:

Mato Grosso do Sul tem o terceiro maior rebanho de bovinos do País, com mais de 22.300 cabeças de gado, segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Além disso, é o segundo maior estado no abate de bovinos, com 994.055 abates entre abril e junho deste ano.

Índios:

O Estado tem a terceira maior população indígena do Brasil, com mais de 73 mil das etnias Atikum, Guarani-Kaiowá e Guarani-Nhandéwa, Guató, Kadiwéu, Kamba, Kinikinawa, Terena e Xiquitano.

Jornal Midiamax