Geral

Led Zeppelin entra em confronto com jornalista durante coletiva

O grupo Led Zeppelin entrou em confronto com repórteres durante uma coletiva de imprensa, na tarde desta terça-feira (9), no Museu de Arte Moderna de Nova York. A banda estava divulgando o lançamento do filme Celebration Day, que mostra imagens do último show feito em 2007, em Londres. Segundo o site Rolling Stone, o encontro […]

Arquivo Publicado em 10/10/2012, às 00h09

None

O grupo Led Zeppelin entrou em confronto com repórteres durante uma coletiva de imprensa, na tarde desta terça-feira (9), no Museu de Arte Moderna de Nova York. A banda estava divulgando o lançamento do filme Celebration Day, que mostra imagens do último show feito em 2007, em Londres.

Segundo o site Rolling Stone, o encontro começou bem agradável, com Robert Plant cantando a música Love Me, de Elvis Presley no microfone. A polêmica começou quando um jornalista questionou o grupo sobre a possibilidade de vir alguma novidade maior da banda. Desconfortáveis, os músicos ficaram em silêncio. Em seguida, Robert Plant disse: “nós estamos pensando sobre todos os tipos de coisas. E então não conseguimos lembrar no que estávamos pensando.”

Minutos depois, um apresentador de rádio elogiou o filme, mas acrescentou: “eu não sei se ele vai matar a sede de quem quisesse vê-lo ao vivo.” Mais uma vez, a banda ficou em silêncio até Plant dizer: “desculpa.” Posteriormente o vocalista tentou explicar melhor ao comentar sobre o show de 2007. “Nós estávamos tão felizes de estar acertando aquela noite. Mas a responsabilidade de fazer aquilo quatro vezes por semana o tempo todo é algo diferente. Se nós formos capazes de fazer algo em nosso próprio tempo, isso acontecerá. Então, para qualquer pergunta fútil de pessoas de veículos sindicalizados, vocês deveriam pensar no que é preciso para responder uma pergunta dessas em um segundo.”

No decorrer da entrevista, a banda voltou no tempo e comentou com carinho sobre a reunião e os ensaios antes do último show. Além disso, elogiaram o baterista da apresentação, Jason Bonham, e Ahmet Ertegen, o antigo presidente da gravadora Atlantic. A banda ainda falou do rock atual, momento em que Plant aproveitou para expressar seus sentimentos ao dizer: “eu amo Mumford & Sons.”

Jornal Midiamax