Geral

Homem tem veículo e corpo queimados após discussão em Campo Grande

Claudemir Celestino de Oliveira, de 45 anos, está gravemente ferido após ser queimado nesta madrugada de quarta-feira (31), por volta das 3h50, na rual Marechal Deodoro, no bairro Leblon, em frente ao Posto de Combustível Fic, em Campo Grande. De acordo com o Boletim de Ocorrência, a força policial foi acionada via Ciops (Centro Integrado de […]

Arquivo Publicado em 31/10/2012, às 09h59

None

Claudemir Celestino de Oliveira, de 45 anos, está gravemente ferido após ser queimado nesta madrugada de quarta-feira (31), por volta das 3h50, na rual Marechal Deodoro, no bairro Leblon, em frente ao Posto de Combustível Fic, em Campo Grande.

De acordo com o Boletim de Ocorrência, a força policial foi acionada via Ciops (Centro Integrado de Operações de Segurança) para atender uma ocorrência de briga entre pessoas e de um veiculo que estaria em chamas no referido endereço.

Quando a guarnição chegou ao local , o veículo Fiat Premio encontrava-se em chamas. Ao entrar em contado com a equipe de Corpo de Bombeiros que atendeu o caso, a guarnição foi informada que uma pessoa ferida já havia sido socorrida pela SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência).

Algumas testemunhas presenciaram o fato e tentaram socorrer a vítima. Um dos amigos de Claudemir contou à guarnição que após discussão entre o autor, Cleuza Maximino de Moura, de 31 anos, ela teria ateado fogo no veículo e consequentemente, acabou atingindo a vítima. Depois, ela prossegui a pé. 

Com isso, a guarnição da policia militar deslocou-se até o Posto de Saúde do bairro Guanandi, e constatou a veracidade dos fatos. A testemunha, marido da autora, foi encaminhada à DEPAC (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Piratininga para as providencias cabíveis.

Ainda no local estiveram presentes a equipe da Pericia Técnica e a Polícia Civil. De acordo com informações preliminares da Samu, a vítima ficou com alguns órgãos vitais teriam sido atingidos.

Em razão da gravidade, a vítima foi encaminhada à Santa Casa de Campo Grande. Conforme assessoria de comunicação do hospital, ele teve 68% do corpo queimado. No momento, seu estado é considerado grave e ele se encontra na área vermelha do pronto-socorro, aguardando uma vaga no CTI.

De acordo com o delegado Valmir Moura Fé, da 6ª Delegacia de Polícia, foi pedida a prisão preventiva da autora do crime e agora, aguarda decisão judicial. Ela deve responder por tentativa de homicídio doloso.

*Matéria editada 12h07 para acréscimo de informações.

Jornal Midiamax