Geral

Homem acusado de tentar matar esposa e nora vai a júri

Será realizado nesta quinta-feira (13), às 8 horas, na 1ª Vara do Tribunal do Júri de Campo Grande, o julgamento de S.S.S., acusado de tentativa de homicídio por motivo fútil, com recurso que dificultou a defesa das vítimas, M. das G.M. e C.B. De acordo com a denúncia, no dia 24 de fevereiro de 2012, […]

Arquivo Publicado em 13/12/2012, às 11h54

None

Será realizado nesta quinta-feira (13), às 8 horas, na 1ª Vara do Tribunal do Júri de Campo Grande, o julgamento de S.S.S., acusado de tentativa de homicídio por motivo fútil, com recurso que dificultou a defesa das vítimas, M. das G.M. e C.B.


De acordo com a denúncia, no dia 24 de fevereiro de 2012, na Rua Gonçalves de Magalhães, localizado no Jardim Los Angeles, o réu tentou matar asfixiando M. das G.M., sua esposa, usando uma corda, causando-lhe ferimentos que não foram a causa de sua morte por circunstâncias alheias a sua vontade.


Logo após, tentou desferir golpes de faca contra sua esposa e a segunda vítima. Os autos apontam que o acusado é usuário de bebidas alcoólicas e entorpecentes e, constantemente, faz ameaças e agride fisicamente sua esposa há anos.


No dia do acontecimento, o réu e M. das G.M. teriam se desentendido em razão da vítima ter aberto a porta de sua residência para um rapaz embriagado que vendia chinelos. Desse modo, S.S.S. pegou uma corda e enrolou no pescoço de sua esposa com a intenção de matá-la estrangulada.


Ao gritar pedindo socorro, a vítima pediu ajuda a sua nora, C.B. que, ao tentar ajudá-la, foi também ameaçada de morte pelo acusado. Porém, ao conseguir escapar da corda, a esposa do réu correu para perto de C.B. e S.S.S. pegou uma faca e começou a perseguir as vítimas, fazendo diversas ameaças. No entanto, M. das G.M. e C.B. finalmente conseguiram escapar e se esconderam na residência de uma vizinha.


Após o evento, o réu fugiu do local, mas foi localizado pela polícia e preso em flagrante delito. Assim, o réu foi pronunciado sob a acusação de prática do crime no artigo 121, § 2º, incisos II e III c/c o artigo 14, inciso II, ambos do Código Penal.

Jornal Midiamax