Geral

Governador não negocia hora atividade com professores antes de decisão do STF

Mesmo recebendo a carta da categoria, o governador já decidiu aguardar o STF para definir hora atividade

Arquivo Publicado em 26/01/2012, às 15h56

None

Mesmo recebendo a carta da categoria, o governador já decidiu aguardar o STF para definir hora atividade

A governadora em exercício Simone Tebet (PMDB) afirmou na manhã desta quinta-feira (26) que ainda não teve tempo de conversar com o governador André Puccinelli (PMDB) sobre a carta entregue pela Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul), conforme havia acertado com o presidente da instituição.


De acordo com Simone, mesmo não tendo conversado com o governador já sabe sua determinação sobre a questão da hora atividade. “Não negociar até que saia a decisão do Supremo Tribunal Federal”.


Simone explicou que a lei sobre a hora atividade de 25%, onde seria destinada ao planejamento das aulas, não esclarece se deve ser vinculada aos estados e municípios. “O governador não vai negociar com os professores enquanto não sair a determinação do Supremo”.


A governadora em exercício enfocou que para 2012 a categoria terá o aumento salarial e a promoção de professores. “Só com a promoção dos professores terá impacto de R$ 4 milhões na folha do estado”, avaliou.

Jornal Midiamax