Geral

G20 chega a consenso sobre reforço de capacidade financeira do FMI

O Grupo dos Vinte (G20, que reúne as principais economias desenvolvidas e emergentes) chegou a um consenso sobre a necessidade de reforçar a capacidade financeira do Fundo Monetário Internacional (FMI) como forma de ajudar países em dificuldades e fechar possíveis rotas de contágio. Ao apresentar as conclusões de uma reunião de vice-ministros de Finanças e […]

Arquivo Publicado em 21/01/2012, às 00h00

None

O Grupo dos Vinte (G20, que reúne as principais economias desenvolvidas e emergentes) chegou a um consenso sobre a necessidade de reforçar a capacidade financeira do Fundo Monetário Internacional (FMI) como forma de ajudar países em dificuldades e fechar possíveis rotas de contágio.


Ao apresentar as conclusões de uma reunião de vice-ministros de Finanças e subgovernadores de bancos centrais do G20, o subsecretário mexicano de Fazenda, Gerardo Rodríguez Regordosa, disse que o reforço do FMI será feito através de diversos mecanismos.


Explicou que os funcionários discutiram nesta quinta e sexta-feira na Cidade do México opções para complementar o sistema de cotas dos países-membros do Fundo, que é a principal fonte de financiamento do organismo.


Uma delas é o estabelecimento de linhas bilaterais de crédito com países individuais a fim de pôr mais recursos à disposição do Fundo, detalhou Regordosa.


Uma alternativa são os Novos Acordos de Empréstimo (NAB, na sigla em inglês), que são uma série de convênios entre o FMI e um grupo de países-membros e instituições para proporcionar ao organismo recursos adicionais em casos de crise severas, acrescentou.


O subsecretário reconheceu que no encontro não se falou de quantidades específicas, mas enfatizou que o consenso alcançado é um primeiro passo rumo ao estabelecimento de acordos nas próximas reuniões de ministros e governadores de bancos centrais do G20.

Jornal Midiamax