Geral

Flamengo não quer renovar contrato em eventual absolvição de Bruno

Caso seja absolvido no julgamento que começa na próxima segunda-feira no Tribunal do Júri de Contagem (MG), o goleiro Bruno retornará ao Flamengo apenas para cumprir os últimos dias de contrato. O goleiro ainda está inscrito no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF com o número 155391 e tem compromisso com o rubro-negro até o […]

Arquivo Publicado em 16/11/2012, às 23h24

None

Caso seja absolvido no julgamento que começa na próxima segunda-feira no Tribunal do Júri de Contagem (MG), o goleiro Bruno retornará ao Flamengo apenas para cumprir os últimos dias de contrato. O goleiro ainda está inscrito no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF com o número 155391 e tem compromisso com o rubro-negro até o dia 31 de dezembro deste ano.

“Da parte do Flamengo, a gente vai tentar fazer um acordo para encerrar o contrato”, explicou ao Terra nesta sexta-feira Bernardo Monteiro, assessor da presidente Patrícia Amorim, confirmando que o clube não tem interesse na renovação com o atleta.
Bruno está preso na Penitenciária Nelson Hungria desde julho de 2010. Durante os dois anos e quatro meses no cárcere, deixou de receber cerca de R$ 200 mil mensais, segundo informou uma fonte ao Terra na época em que o atleta foi preso. “Ele não tem dinheiro a receber. Se for absolvido, vai voltar, se apresentar e receber o restante dos dias até 31 de dezembro. Tudo vai depender do resultado do julgamento”, afirmou Monteiro.

Segundo o advogado Rui Caldas Pimenta, Bruno não perdeu a esperança de voltar a jogar futebol. Para manter a forma, chegou a pedir que a noiva, Ingrid Calheiros, levasse a ele meiões, luvas e bola, para que pudesse treinar sozinho. Pimenta revelou, em maio deste ano, antes do Supremo Tribunal Federal (STF) negar mais uma liminar de habeas-corpus, que o goleiro queria voltar ao Flamengo, mas caso isso não acontecesse, já teria proposta de outro clube.

“O departamento jurídico do clube já deu parecer favorável à sua volta e a presidente Patrícia Amorim está sensibilizada. Ela vai acatar a volta dele porque o Flamengo precisa dele, ele quer ficar no Flamengo,” disse Pimenta na época. “Mas ele tem uma proposta de um clube do Rio de Janeiro que ofereceu R$ 2 milhões de luvas e um salário de R$ 500 mil”, disse, sem revelar qual seria a equipe.

Ainda segundo Pimenta, a esperança do goleiro de voltar a jogar futebol era tanta que ele já havia sonhado em disputar a próxima Copa do Mundo, que acontece em 2014 no Brasil. “O Bruno me contou que sonha, e muito, em voltar a jogar futebol. Ele está como o missionário americano Martin Luther King, que disse a famosa frase ‘I have a dream’. E ele me chamou e disse, ‘eu sonhei que vou chegar na seleção e disputar a vaga de titular. E na Copa do Mundo o Brasil vai chegar à final contra a Argentina, Maracanã lotado. O jogo vai terminar empatado e nas disputas de pênalti o Messi vai bater e eu vou pegar'”, contou Pimenta.

Jornal Midiamax