Geral

Felipão diz que será difícil explicar queda para diretoria; Frizzo defende treinador

A queda diante do Guarani após a derrota por 3 a 2 não vai conturbar os vestiários do Palmeiras, mas o ambiente político. A afirmação é de Luiz Felipe Scolari, técnico do time eliminado nas quartas de final do Campeonato Paulista. Para ele, vai ser difícil explicar a derrota para os diretores e conselheiros e […]

Arquivo Publicado em 23/04/2012, às 00h03

None

A queda diante do Guarani após a derrota por 3 a 2 não vai conturbar os vestiários do Palmeiras, mas o ambiente político. A afirmação é de Luiz Felipe Scolari, técnico do time eliminado nas quartas de final do Campeonato Paulista. Para ele, vai ser difícil explicar a derrota para os diretores e conselheiros e não controlar o desanimo dos jogadores.


“Controlar o vestiário, controlar os jogadores e a parte de campo não vai ser nada difícil. Difícil é explicar essa situação para a direção e a direção explicar para os torcedores. Essa parte da direção que vai ficar agitada, mas isso não é calmo nunca”, disse o técnico logo após a eliminação, ainda nos vestiários do Brinco de Ouro da Princesa.


Apesar da classificação na 5ª colocação, a eliminação nas quartas de final do Campeonato Paulista e quase dois anos sem nenhum bom resultado, o treinador afirma que ficará no comando de sua equipe até a hora em que a direção o tirar de lá ou então que o contrato acabar.


“No Palmeiras, todo dia tem uma situação diferente. Nós que estamos lá temos que saber conviver. O meu curso não muda, o que pode mudar é o pensamento da direção. Ninguém precisa procurar linhas que não são diretas. O Palmeiras tem um presidente, uma direção que pode levar isso diretamente. Se achar que a continuação do trabalho é boa, a gente fica. Caso contrário…”, completou o treinador.


Levando em conta as palavras do vice-presidente de futebol do Palmeiras, Roberto Frizzo, Felipão continuará no cargo até dezembro de 2012. Ele não diz que o técnico é infalível nem “incaível”, mas defende o trabalho do treinador.


“O Felipão é ótimo técnico, competente, sabe trabalhar e vamos ter resultados bons ainda este ano. Estamos juntos pelo menos até o fim do ano”, afirmou Frizzo.


Jornal Midiamax