Geral

FCMS comemora o Dia Nacional da Literatura Infantil com contação de histórias

Em comemoração ao Dia Nacional da Literatura Infantil, governo do Estado, por meio da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul (FCMS), realiza nesta terça-feira (17), às 8h30, na Biblioteca Pública Estadual Dr. Isaías Paim, uma “Contação de Histórias” com a escritora Sandra Andrade. A iniciativa integra o projeto “Almanaque”, em parceria com UCDB, […]

Arquivo Publicado em 16/04/2012, às 18h59

None

Em comemoração ao Dia Nacional da Literatura Infantil, governo do Estado, por meio da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul (FCMS), realiza nesta terça-feira (17), às 8h30, na Biblioteca Pública Estadual Dr. Isaías Paim, uma “Contação de Histórias” com a escritora Sandra Andrade. A iniciativa integra o projeto “Almanaque”, em parceria com UCDB, que nessa edição estará desenvolvendo atividades lúdicas com histórias de Monteiro Lobato com alunos da Escola TIC TAC.


A autora Sandra Andrade nasceu em Bandeirantes/MS. Formou-se em Filosofia pela Universidade Católica Dom Bosco é poetisa e contadora de histórias. Recebeu o prêmio “ Trofeu Pantanal”, na XIV Noite Nacional da Poesia, pelo 1º lugar, valor literário, com o poema “Contemplação”. Tem 13 livros publicados dentre eles “O sono entristecido da Lua Pantaneira”.


Segundo Juciene da Rocha Arruda, coordenadora da Biblioteca Isaías Paim, o“Almanaque” é um projeto de extensão de suporte didático que tem por objetivo incentivar a leitura e a escrita de crianças e adolescentes através de praticas pedagógicas como jogos, dinâmicas, música, confecção de materiais, dramatização, entre outros. Abrange alunos do ensino fundamental e médio, trabalhando assim as várias áreas do conhecimento.


Dia Nacional da Literatura InfantilO dia 18 de abril foi instituído como o dia nacional da literatura infantil, em homenagem à Monteiro Lobato. “Um país se faz com homens e com livros”. Essa frase criada por ele demonstra a valorização que dava à leitura e sua forte influência no mundo literário.


Monteiro Lobato foi um dos maiores autores da literatura infanto-juvenil brasileira. Nascido em Taubaté, interior de São Paulo, em 18 de abril de 1882, iniciou sua carreira escrevendo contos para jornais estudantis. Em 1904 venceu o concurso literário do Centro Acadêmico XI de Agosto, época em que cursava a faculdade de direito.


Como viveu um período de sua vida em fazendas, seus maiores sucessos fizeram referências à vida num sítio, assim criou o Jeca Tatu, um caipira muito preguiçoso. Depois criou a história “A Menina do Nariz Arrebitado”, que fez grande sucesso. Dando sequência a esses sucessos, montou a maior obra da literatura infanto-juvenil: O Sítio do Picapau Amarelo, que foi transformado em obra televisiva nos anos oitenta, sendo regravado no final dos anos noventa.


Dentre seus principais personagens estão D. Benta, a avó; Emília, a boneca falante; Tia Nastácia, cozinheira que preparava famosos bolinhos de chuva, Pedrinho e Narizinho, netos de D. Benta; Visconde de Sabugosa, o boneco feito de sabugo de milho, Tio Barnabé, o caseiro do sítio que contava vários “causos” às crianças; Rabicó, o porquinho cor-de-rosa; dentre vários outros que foram surgindo através das diferentes histórias.


Dentre suas obras, Monteiro Lobato resgatou a imagem do homem da roça, apresentando personagens do folclore brasileiro, como o Saci Pererê, negrinho de uma perna só; a Cuca, uma jacaré fêmea muito malvada; e outros. Na verdade, através de sua inteligência, mostrou para as crianças como é possível aprender através da brincadeira. Monteiro Lobato morreu em 4 de julho de 1948, aos 66 anos de idade.


Serviço


A Biblioteca Pública Estadual Dr. Isaías Paim fica no segundo andar do Memorial da Cultura, na Avenida Fernando Corrêa da Costa, 559, e funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17:30 horas. No local estão disponíveis à sociedade cerca de 35 mil títulos para empréstimo e/ou consulta.


Para se associar à Biblioteca Pública Estadual, é necessário um comprovante de residência, uma foto 3×4, um documento de identidade. Mais informações nos telefones 3316-9161 ou 3316-9175.

Jornal Midiamax