Geral

Fauzi dificulta transição e futuro prefeito de Aquidauana cogita auditoria

Depois de perder na Justiça o direito a reeleição, o prefeito de Aquidauana, Fauzi Suleiman (PMDB), estaria dificultando o processo de transição no município. Sem acesso a informações essenciais, a equipe do futuro prefeito, Zé Henrique Trindade (PDT), planeja auditoria ainda nos primeiros dias de mandato. “Caso não consigamos informações oficiais, entraremos na prefeitura logo […]

Arquivo Publicado em 27/12/2012, às 13h31

None
642395495.jpg

Depois de perder na Justiça o direito a reeleição, o prefeito de Aquidauana, Fauzi Suleiman (PMDB), estaria dificultando o processo de transição no município. Sem acesso a informações essenciais, a equipe do futuro prefeito, Zé Henrique Trindade (PDT), planeja auditoria ainda nos primeiros dias de mandato.


“Caso não consigamos informações oficiais, entraremos na prefeitura logo depois da posse e faremos um levantamento geral, uma auditoria poderá ser instaurada pelo novo prefeito”, anunciou a advogada e integrante da equipe de transição de Zé Henrique, Mary Stella Martins.


Diante da proximidade da posse, marcada para o dia 1º de janeiro às 19h, na Câmara Municipal, a advogada já trabalha com a possibilidade de a transição não ocorrer. “Possivelmente ficaremos sem acesso às informações sobre o real estado da Prefeitura de Aquidauana em todos os setores, o que é muito ruim, principalmente, para a população”, disse.


Mary, no entanto, afirmou não estar surpresa com a situação. “Esse tipo de comportamento já era esperado e não constitui uma novidade, afinal quem não entrega documentos oficiais, solicitados pelo Ministério Público, dificilmente forneceria informações à nossa equipe”, comentou.


Zé Trindade, por sua vez, ainda tem esperança de uma reunião ocorrer até o fim de semana. “Talvez hoje (27) poderemos ter uma reunião agendada, por meio do procurador jurídico da prefeitura, advogado Marcello Portocarrero”, disse.


Além de Mary, integram a equipe de transição de Zé Henrique os advogados Heber Seba Queiróz (presidente) e Luiz Eduardo Arruda. Segundo colocado na eleição, o pedetista virou prefeito depois de a Justiça cassar por mais de uma vez o registro da candidatura de Fauzi.


(Com informações do Blog de Armando Anache)

Jornal Midiamax