Geral

EUA: suposto atirador era muito inteligente e introvertido, diz ex-babá

Nancy Lanza, a mãe do jovem apontado como autor de um dos piores massacres maciços na história recente dos Estados Unidos, pediu a um homem que trabalhava como babá de Adam que nunca deixasse de prestar atenção no menino. Ryan Kraft, que agora vive na Califórnia, explicou à rede de televisão CBS que Nancy pediu […]

Arquivo Publicado em 17/12/2012, às 16h58

None

Nancy Lanza, a mãe do jovem apontado como autor de um dos piores massacres maciços na história recente dos Estados Unidos, pediu a um homem que trabalhava como babá de Adam que nunca deixasse de prestar atenção no menino.



Ryan Kraft, que agora vive na Califórnia, explicou à rede de televisão CBS que Nancy pediu que “sempre observasse Adam de perto e que nunca lhe desse as costas, inclusive para ir ao banheiro ou algo assim”. Kraft explicou que na época tinha 14 ou 15 anos, e que Adam teria 9 ou 10 anos e lembrou que o menino era muito inteligente, mas calado e introvertido. “Quando fazia algo, fora construir com Lego ou jogar videogames, estava realmente concentrado. Era como se estivesse em seu próprio mundo”.



Ryan Kraft, que após estudar em Newtown (Connecticut) passou à universidade e depois foi morar em Formosa Beach, no sul da Califórnia, afirmou que Nancy Lanza tratava seus filhos muito bem e se esforçava para dar uma boa vida a eles.



No entanto, não explicou por que uma mãe que pede para não dar as costas a seu filho pequeno mantinha um arsenal em casa e inclusive levava Adam para práticas de tiro. Kraft disse que após ver as notícias do tiroteio, começou a tremer e não conseguia pensar em nada, mas que depois decidiu fazer algo e arrecadar fundos para ajudar as crianças de Newtown a se recuperarem do trauma.


Jornal Midiamax