Geral

Em nota oficial, UNE define Niemeyer como transformador de horizontes

Em nota divulgada hoje (6), a União Nacional dos Estudantes (UNE) se despediu do arquiteto Oscar Niemeyer manifestando “a certeza de ter convivido, nas últimas décadas, com um dos brasileiros mais marcantes para a história da humanidade”. Segundo a entidade, “mais que um arquiteto, Niemeyer foi e, continua sendo, um transformador de horizontes”. A nota […]

Arquivo Publicado em 06/12/2012, às 16h53

None

Em nota divulgada hoje (6), a União Nacional dos Estudantes (UNE) se despediu do arquiteto Oscar Niemeyer manifestando “a certeza de ter convivido, nas últimas décadas, com um dos brasileiros mais marcantes para a história da humanidade”. Segundo a entidade, “mais que um arquiteto, Niemeyer foi e, continua sendo, um transformador de horizontes”.


A nota ressalta a doação feita por Niemeyer “de sua luta e seus traços para a UNE e outras causas sociais as quais devotava-se”. A entidade recebeu do arquiteto, em 2007, de forma voluntária, o projeto para a reconstrução de sua sede na Praia do Flamengo, na zona sul do Rio. O antigo prédio onde a entidade funcionava desde 1942, cinco anos após sua fundação, foi invadido, incendiado e demolido em 1964 pela ditadura militar.


Há dois anos, Oscar Niemeyer esteve no local, juntamente com o então presidente Luiz Inácio Lula da Silva e outras autoridades, para o ato de lançamento da pedra fundamental da nova sede da UNE, que também abrigará teatro, centro cultural e o Museu da Juventude.


“Completamente empenhado nessa ideia, reuniu-se inúmeras vezes com o movimento estudantil brasileiro como um companheiro, humilde e gigante, a quem a idade e diferença de gerações eram o que menos interessava”, diz ainda a nota.

Jornal Midiamax