Geral

De olho em 2012, Azambuja apoia fusão do PSDB com o DEM

Em discussão no cenário nacional, a fusão do DEM com o PSDB conta com o apoio do pré-candidato a prefeito da Capital, deputado federal Reinaldo Azambuja, que dirige o PSDB em Mato Grosso do Sul. “Sou a favor da junção porque fortaleceria as duas legendas”, explicou Azambuja. Apesar de, por enquanto, a fusão não passar […]

Arquivo Publicado em 15/04/2012, às 17h47

None

Em discussão no cenário nacional, a fusão do DEM com o PSDB conta com o apoio do pré-candidato a prefeito da Capital, deputado federal Reinaldo Azambuja, que dirige o PSDB em Mato Grosso do Sul. “Sou a favor da junção porque fortaleceria as duas legendas”, explicou Azambuja.


Apesar de, por enquanto, a fusão não passar de “boato”, como ele mesmo classificou, o parlamentar tucano acredita que as conversações poderão virar realidade após as eleições municipais deste ano. “É algo que pode acontecer, porque há mais pontos que nos aproximam do que nos afastam do DEM”, comentou. Ele ainda revelou existir “vontade” dos caciques de ambos os partidos em efetivar a união.


Pré-candidato a prefeito da Capital, Azambuja tenta conquistar o apoio do DEM na corrida pela sucessão da prefeitura. Uma de suas armas é justamente a aproximação nacional dos dois partidos. Seu desafio é conseguir desmontar a pressão do grupo do prefeito Nelsinho Trad (PMDB) e do governador André Puccinelli (PMDB) em cima do deputado federal Luiz Henrique Mandetta (DEM), eleito graças à força política do prefeito.


DEM enfraquecido


Desde a criação do PSD, o DEM começou a ficar menor no País. No total, o partido perdeu para a nova legenda 17 dos 44 deputados em atividade, ficando com uma bancada de 27. Maior alvo do PSD, o DEM também caiu um ponto no ranking de bancadas, passando de sexta para sétima maior da Câmara dos Deputados.

Jornal Midiamax