Geral

Datena mostra repercussão da CNN de negociação com sequestrador

Um dia após negociar ao vivo com um sequestrador no programa Brasil Urgente, da TV Bandeirantes, o apresentador José Luiz Datena mostrou, nesta quinta-feira, a repercussão internacional do caso pela rede americana CNN. Uma reportagem descreveu como a emissora dos Estados Unidos noticiou a negociação. Ao explicar o fato, o jornalista da CNN especializado em […]

Arquivo Publicado em 30/11/2012, às 01h08

None

Um dia após negociar ao vivo com um sequestrador no programa Brasil Urgente, da TV Bandeirantes, o apresentador José Luiz Datena mostrou, nesta quinta-feira, a repercussão internacional do caso pela rede americana CNN. Uma reportagem descreveu como a emissora dos Estados Unidos noticiou a negociação.

Ao explicar o fato, o jornalista da CNN especializado em América Latina lembrou que, após o desfecho com a libertação da mãe e da irmã do sequestrador, o apresentador disse que se arrependeu de ter negociado. O âncora questionou por que Datena se arrependeu se os reféns foram libertados e a audiência do programa deve ter aumentado. “O que ele (Datena) disse é que esse não é o papel do jornalista”, respondeu o repórter.

Na edição de ontem do Brasil Urgente, o apresentador José Luiz Datena recebeu a função de ser o negociador de um sequestro que ocorria em Diadema, na região do Grande ABCD, em São Paulo. A Polícia Militar solicitou que ele conversasse por telefone com o homem, identificado apenas como Joel, que pediu uma conversa com o apresentador. O homem fez de refém a mãe e irmã, na própria casa, usando uma faca. O motivo da atitude do homem não ficou claro.

A negociação durou cerca de 40 minutos. Por telefone, o apresentador pediu para ele permitir que um oficial do corpo de bombeiros entrasse na casa para fazer um curativo, mas não foi atendido. O tempo todo Joel dizia que não ia se entregar, apesar dos constantes pedidos de Datena. Às 18h28, o rapaz finalmente se entregou à polícia.

Jornal Midiamax