Geral

CPMI retomará trabalho com depoimento de mulher de Cachoeira

No retorno das atividades da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) do Cachoeira, o primeiro depoimento a ser tomado será o de Andressa Mendonça, mulher do empresário goiano Carlos Augusto de Almeida Ramos, conhecido como Carlinhos Cachoeira. Cachoeira foi preso em operação da Polícia Federal (PF) sob a acusação de liderar uma organização criminosa que […]

Arquivo Publicado em 26/07/2012, às 14h27

None

No retorno das atividades da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) do Cachoeira, o primeiro depoimento a ser tomado será o de Andressa Mendonça, mulher do empresário goiano Carlos Augusto de Almeida Ramos, conhecido como Carlinhos Cachoeira.


Cachoeira foi preso em operação da Polícia Federal (PF) sob a acusação de liderar uma organização criminosa que teria cooptado empresários e políticos. O depoimento de Andressa foi marcado para o próximo dia 7 de agosto.


De acordo com o calendário divulgado pela assessoria do presidente da CPMI, senador Vital do Rêgo (PMDB-PB), no mesmo dia, a comissão também pretende ouvir esclarecimentos de Joaquim Gomes Thomé Neto, suspeito de fazer escutas clandestinas a mando de Cachoeira. Essas gravações, de acordo com investigações feitas pela Polícia Federal, teriam auxiliado o empresário em negócios ilegais.


No dia 8, a comissão agendou o depoimento da empresária Andréa Aprígio, ex-mulher de Cachoeira. Além dela, os deputados e senadores da comissão querem também ouvir na mesma data o depoimento de Rubmaier Ferreira de Carvalho, contador de empresas de fachada que teriam sido usadas por Cachoeira no esquema.

Jornal Midiamax