Geral

Corinthians é recebido com rojões e ovos na Vila; Liedson não viaja e sequer fica no banco

Após duas horas e meia para sair de São Paulo e descer a serra, a delegação do Corinthians chegou à Vila Belmiro por volta das 19h30 (de Brasília) para realizar o treino de reconhecimento de gramado antes do jogo decisivo contra o Santos, o primeiro pela semifinal da Copa Libertadores da América. A recepção dos […]

Arquivo Publicado em 13/06/2012, às 01h18

None

Após duas horas e meia para sair de São Paulo e descer a serra, a delegação do Corinthians chegou à Vila Belmiro por volta das 19h30 (de Brasília) para realizar o treino de reconhecimento de gramado antes do jogo decisivo contra o Santos, o primeiro pela semifinal da Copa Libertadores da América. A recepção dos torcedores foi hostil, com ovos e rojões.


Durante toda atividade com bola, rojões foram arremessados da parte de fora do estádio e caíram na arquibancada que fica atrás do gol. Nada que atrapalhasse o treinamento, a não ser o barulho e a fumaça.


Os corintianos participaram de um rachão, sob uma fina garoa. A ausência mais sentida foi a de Liedson, que sequer foi relacionado para a viagem à Baixada Santista. Portanto, o camisa 9 não fica no banco de reservas e está cada vez mais distante de renovar seu vínculo com o clube (o contrato termina no dia 31 de julho).


Tite já havia confirmado a equipe da capital com a seguinte formação para a partida de quarta, às 21h50: Cássio; Alessandro, Chicão, Leandro Castán e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Alex e Danilo; Jorge Henrique e Emerson Sheik.


Após a atividade recreativa, Tite dividiu o elenco em duas partes. Os titulares aprimoraram os lances de bola parada, com cruzamentos na área. No outro gol, os reservas treinaram finalização.


Na chegada da delegação de Parque São Jorge ao estádio, cerca de cinquenta corintianos, que residem no litoral paulista, foram receber o elenco. Entretanto, alguns torcedores santistas apareceram rapidamente e atiraram ovos em direção aos corintianos.


Um dos ovos acertou uma criança, fato que irritou a torcida do Corinthians. A Policia Militar foi acionada e tentou prender sem sucesso o santista que fugiu em seguida. Assustada, a criança chorou bastante, mas foi confortada pelo pai.


Jornal Midiamax