Geral

Com um a menos, Grêmio arranca empate do líder Flu no RJ

Em um jogo decisivo na briga pelo título, o Grêmio viu a derrota de perto nesta quarta-feira, mas conseguiu uma reação inesperada contra o líder Fluminense. Mesmo no Engenhão e com um jogador a menos, o time gaúcho arrancou o empate por 2 a 2, resultado que pelo menos mantém a distância existente entre eles […]

Arquivo Publicado em 17/10/2012, às 23h44

None

Em um jogo decisivo na briga pelo título, o Grêmio viu a derrota de perto nesta quarta-feira, mas conseguiu uma reação inesperada contra o líder Fluminense. Mesmo no Engenhão e com um jogador a menos, o time gaúcho arrancou o empate por 2 a 2, resultado que pelo menos mantém a distância existente entre eles na tabela do Campeonato Brasileiro: 11 pontos separam as equipes. Em 2º lugar, com 59, o Atlético-MG pode se aproveitar deste placar e ficar mais perto do líder, caso vença o Santos nesta quarta-feira.

O Fluminense atingiu 69 pontos na tabela, mas perdeu a chance de abrir 14 pontos de vantagem para o Grêmio, que agora tem 58. Na próxima rodada o time carioca terá outro jogo decisivo pela frente: vai encarar o vice-líder Atlético-MG fora de casa. Já o Grêmio receberá em casa o Coritiba, que ainda luta contra o rebaixamento, mas está em boa fase.

Como era de se esperar, o clima de “decisão” tomou conta dos times no começo do jogo, por isso a partida teve mais tensão do que futebol nos primeiros minutos. Chances de gol só foram criadas pelo Grêmio: primeiro em um cruzamento de Anderson Pico, que quase surpreendeu Diego Cavalieri; e depois em um chute de Elano de fora da área, defendido pelo goleiro. Fora isso, a disputa ficou em bom nível, mas muito presa no meio-campo e bastante equilibrada.

O Grêmio só voltou para o ataque aos 21min: Bruno travou finalização de Kleber, e a bola sobrou para Marco Antônio, que chutou por cima do gol. A resposta do Fluminense veio em dois atos: primeiro aos 30min, quando Wagner cruzou da esquerda e deu trabalho para Grohe afastar; e depois aos 32min, após chute forte de Rafael Sóbis, que também foi defendido pelo goleiro gremista.

O final do primeiro tempo foi travado, mas na etapa final o Fluminense veio com uma novidade importante: Thiago Neves, que estava com a Seleção Brasileira até esta terça-feira, substituiu Wagner no meio-campo. Mesmo assim o Grêmio criou a primeira boa oportunidade e perdeu de forma incrível: após cobrança de escanteio, Gilberto Silva dominou a bola, que sobrou para Werley. Mesmo sozinho na pequena área o zagueiro conseguiu chutar por cima do gol.

Apesar disso, o Grêmio consolidou seu bom momento aos 10min: Elano teve chance de cobrar falta perto do gol e aproveitou. Ele chutou rasteiro, surpreendeu a barreira e abriu o placar. Mas a festa gaúcha durou apenas quatro minutos, já que o Fluminense renasceu com tudo logo depois: o empate veio em cobrança de escanteio, que Thiago Neves desviou de cabeça para Digão finalizar com o pé direito.

A virada também veio rápido: aos 18min, Rafael Sóbis avançou com a bola dominada e, mesmo de longe, resolveu arriscar de fora da área. O chute teve curva e surpreendeu Grohe, que viu a bola passar perto das suas mãos. Mais rápida que a reação do Fluminense só a expulsão de Marcelo Moreno: um minuto após entrar no jogo, no lugar de Leandro, ele agrediu Sóbis com uma cotovelada e recebeu imediatamente o cartão vermelho.

Com um gol e um jogador a mais, o Fluminense tinha tudo que precisava para dominar o jogo. Fred teve grande chance de ampliar a vantagem aos 28min, mas desperdiçou e ainda viu o Grêmio mostrar que estava vivo. Aos 32min, Anderson Pico fez boa jogada individual e chutou cruzado, fazendo a bola passar perto do travessão.

Até que, aos 41min, aconteceu o inesperado: Diego Cavalieri não conseguiu agarrar a forte cobrança de falta de Léo Gago e espalmou para o meio da área. Digão falhou ao tentar afastar, e a bola sobrou para Zé Roberto, que estava sozinho e teve frieza para deixar o placar igual novamente. O Fluminense tentou, mas sequer conseguiu pressionar o Grêmio nos minutos finais, mesmo com um jogador a mais.

Jornal Midiamax