Geral

Com nova Lei Seca, PRF começa fiscalização do período de festas com foco na embriaguez

Com dois mil bafômetros à disposição e radares volantes a serem utilizados nos feriados de Natal e Ano Novo, a PRF (Polícia Rodoviária Federal) tem como foco este ano o excesso de velocidade e álcool.

Arquivo Publicado em 21/12/2012, às 14h32

None
1407813622.jpg

Com dois mil bafômetros à disposição e radares volantes a serem utilizados nos feriados de Natal e Ano Novo, a PRF (Polícia Rodoviária Federal) tem como foco este ano o excesso de velocidade e álcool.

Com a nova Lei Seca, sancionada sem vetos e que torna mais rígidas as regras de fiscalização nesta sexta-feira (21), além dos dois mil bafômetros à disposição e radares volantes a serem utilizados nos feriados de Natal e Ano Novo, a PRF (Polícia Rodoviária Federal) tem como foco este ano o excesso de velocidade e álcool.


”Os motoristas flagrados em estado de embriaguez já serão multados com R$ 1.915,40, um aumento de 100% em relação a multa que estava em vigor, R$ 957,70. E, se a pessoa for reincidente, o valor será dobrado”, diz o inspetor José Ramão Mariano, que participa das abordagens no Posto 21, na BR-163, saída para São Paulo.


Mesmo sem a normatização da lei, o inspetor diz que não existirá mais aquela brecha utilizada por muitos motoristas para fugir da punição. “Podemos fazer a autuação baseada em testemunhas, o teste de glicemia, imagens de câmeras e até mesmo o equipamento digital que temos disponível para fotografar o condutor embriagado”, explica o inspetor da PRF.


Além dele, outros 349 homens da corporação, tanto do setor administrativo quanto da superintendência, estão nas rodovias para ajudar na fiscalização neste feriado. “São abordagens aleatórias, onde são verificados os pneus, a falta de água, que pode por exemplo gerar uma pane mecânica no carro, condições da luz, limpador de pára-brisas e outros itens de segurança”, comenta o inspetor Ciro Ferreira.


Com relação aos veículos de dimensão maior, como carretas e bitrens, eles não poderão circular nas rodovias estaduais em alguns horários. Hoje, por exemplo, a proibição é válida das 16h às 22h. Amanhã das 6h às 12h, no Natal das 16h às 24h, no dia 28/12 das 16h às 24h e no 1° dia de 2013 das 16h às 24h.


”É nessa hora que aproveitamos para fiscalizar os caminhoneiros, que devem descansar a cada quatro horas. “Fizemos uma pesquisa este ano e verificamos que mais de 80% da categoria estava cumprindo a lei. O problema é que o Governo Federal e algumas entidades de classe estavam brigando por lugares adequados ao intervalo dos caminhoneiros. Mas, como foi verificado que eles existem em algumas Capitais, a lei continua valendo”, comenta o policial Tércio Baggio.


Policiais vestem coletes de balas e mantém alerta sobre possíveis ataques de facções criminosas


Além de todo o aparato, como as arma pessoais e coletivas, os policiais este ano, apesar do calor, estão prevenidos com coletes a prova de balas. “O trabalho policial em si já oferece risco, mas de qualquer maneira mantemos alerta”, explica o inspetor da PRF.


A pena para a embriaguez é de detenção de seis meses a três anos, além de multa e suspensão ou proibição de se obter a permissão ou a habilitação para dirigir veículo.

Jornal Midiamax