Geral

Brasil e Bolívia reforçam acordo de combate a ilícitos na fronteira

Chegada da delegação boliviana no CMO está prevista para às 10h. Os dois países pretendem manter suas Forças Armadas em estado de cooperação

Arquivo Publicado em 25/01/2012, às 12h05

None
1037426012.jpg

Chegada da delegação boliviana no CMO está prevista para às 10h. Os dois países pretendem manter suas Forças Armadas em estado de cooperação

Patrulhamento de fronteira, atividades militares para combater ilícitos e o reforço de um acordo entre as Forças Armadas do Brasil e as Forças Armadas do Estado Plurinacional da Bolívia serão discutidos na manhã desta quarta-feira (25), na sede do CMO (Comando Militar do Oeste), em Campo Grande. A chegada de representantes das Forças Armadas Bolivianas está prevista para as 10h e se estenderá até amanhã.

Os países em questão buscam manter suas Forças Armadas em estado de cooperação desde 2002, quando foi realizada a I Reunião GTBD (Grupo de Trabalho Bilateral de Defesa), em Brasília. Em 2005, os governos do Brasil e da Bolívia assinaram, em La Paz, o Acordo de Cooperação Mútua para Combater o Tráfego de Aeronaves Envolvidas com Atividades Ilícitas Transnacionais. Em 2007, os governos assinaram, em Brasília, Acordo sobre Cooperação no Domínio da Defesa, com o objetivo de promover ações conjuntas de treinamento, instrução e exercícios militares.

No ano passado, os Ministros de Defesa da Bolívia e do Brasil assinaram, em La Paz, o “Memorando de Cooperação Militar”, onde foram acordados alguns entendimentos como: cooperar mutuamente em casos de desastres naturais, manter canais de cooperação e intercâmbio de informações nas unidades de fronteira, para o controle de atividades ilícitas, tráfico de armas e luta contra o narcotráfico, entre outros.

De acordo com a assessoria do CMO, a delegação brasileira será chefiada pelo General-de-Exército José Carlos De Nardi, Chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas. Já a delegação boliviana será chefiada pelo Tenente-Brigadeiro-do-Ar Tito Roger Gandarillas Salazar, Comandante em Chefe das Forças Armadas da Bolívia.

Jornal Midiamax