Geral

Bovespa fecha quase estável nesta quarta-feira; dólar recua para R$ 2,04

A Bovespa fechou quase estável nesta quarta-feira (24), com investidores mostrando cautela diante de mais uma rodada de fracos indicadores na Europa e nos Estados Unidos e de resultados corporativos decepcionantes. O Ibovespa, principal índice da Bovespa, fechou em leve baixa de 0,06%, aos 52.607,54 pontos. Em julho, a Bovespa acumula perdas de 3,21% e […]

Arquivo Publicado em 25/07/2012, às 20h23

None

A Bovespa fechou quase estável nesta quarta-feira (24), com investidores mostrando cautela diante de mais uma rodada de fracos indicadores na Europa e nos Estados Unidos e de resultados corporativos decepcionantes.


O Ibovespa, principal índice da Bovespa, fechou em leve baixa de 0,06%, aos 52.607,54 pontos. Em julho, a Bovespa acumula perdas de 3,21% e no ano, de 7,31%. Veja ainda no UOL a cotação das ações e fechamentos anteriores da Bolsa.


A moeda norte-americana fechou em queda, acompanhando os mercados externos. A cotação do dólar comercial caiu 0,34%, a R$ 2,037 na venda. Em julho, a moeda tem valorização de 1,34% e no ano, de 9,01%.


O movimento de baixa nos mercados foi atenuado pelas expectativas de que o banco central norte-americano poderá fazer mais uma rodada de estímulo monetário antes do previsto e com especulações de que a zona do euro pode impulsionar o poder de fogo de seu fundo de resgate permanente.


O clima de negócios na Alemanha caiu pelo terceiro mês seguido em julho, enquanto a economia do Reino Unido encolheu muito mais que o esperado no segundo trimestre, segundo dados divulgados nesta quarta-feira.


A perspectiva de que a Grécia tenha de fazer nova reestruturação de sua dívida e os sinais cada vez mais fortes de que a Espanha precisará de um pacote de ajuda externa também continuavam a pesar nos mercados.


Nos EUA, as vendas de novas moradias para uma única família caíram em junho no ritmo mais rápido em mais de um ano, enquanto as receitas da Apple decepcionaram em maio.


Bolsas internacionais


As ações europeias estenderam suas perdas nesta quarta-feira (25) pela quarta sessão seguida. Em Londres, o índice Financial Times fechou com baixa de 0,02%, a 5.498 pontos. Em Frankfurt, o índice DAX ganhou 0,25%, para 6.406 pontos. Em Paris, o índice CAC-40 teve alta de 0,23%, a 3.081 pontos.


As Bolsas de Valores asiáticas caíram, à medida que os elevados custos de empréstimos aprofundavam as preocupações de que a Espanha possa precisar de um resgate, enquanto parecia improvável que a Grécia cumprisse as condições para o seu pacote de ajuda financeira. A média de ações Nikkei do Japão caiu 1,6% para a mínima em sete semanas.


Riscos de a Espanha exigir uma enorme ajuda financeira para as suas regiões endividadas, assim como para seus bancos sobrecarregados com empréstimos ruins, atiçaram os temores de um contágio ao espalhar-se para outros países com dificuldades fiscais, afundando o índice da Bolsa da Itália, na terça-feira, para o seu menor nível desde o lançamento do euro. (Com informações da Reuters)



Jornal Midiamax