Geral

Bovespa fecha em baixa com investidores esperando anúncio do BC dos EUA

A Bovespa fechou o dia no vermelho nesta quinta-feira (30). O Ibovespa (principal índice da Bolsa) registrou queda de 0,2%, aos 57.256,43 pontos. A queda refletiu a cautela dos investidores nos mercados externos, diante das incertezas sobre possíveis medidas de estímulo pelo Federal Reserve, o banco central dos Estados Unidos. Na semana, a Bolsa acumula […]

Arquivo Publicado em 30/08/2012, às 20h10

None

A Bovespa fechou o dia no vermelho nesta quinta-feira (30). O Ibovespa (principal índice da Bolsa) registrou queda de 0,2%, aos 57.256,43 pontos. A queda refletiu a cautela dos investidores nos mercados externos, diante das incertezas sobre possíveis medidas de estímulo pelo Federal Reserve, o banco central dos Estados Unidos.

Na semana, a Bolsa acumula perdas de 2%; no mês, a variação é positiva em 2,07%. No ano, os ganhos estão em 0,87%

A cotação do dólar fechou praticamente estável, com leve queda de 0,06%, a R$ 2,0472 na venda. A moeda perdeu força depois de uma sequência de três altas seguidas, com investidores aproveitando para obter lucros.

Na semana, a moeda norte-americana acumula ganhos de 1,12%. No mês, está quase estável, perdendo apenas 0,09%. No acumulado do ano, o dólar ainda garante valorização de 9,56%.

Bolsas internacionais

As Bolsas europeias fecharam em baixa nesta quinta-feira, atingindo sua mínima em quatro semanas e afastando-se ainda mais das máximas de 13 semanas obtida na semana passada, com menor expectativa de que o chairman do Federal Reserve, banco central norte-americano, Ben Bernanke, sinalize algum estímulo iminente no encontro de banqueiros centrais na sexta-feira.

O índice FTSEurofirst 300, que reúne as principais ações europeias, fechou em queda de 0,77%, aos 1.077 pontos, após atingir uma mínima de 1.075.64, a mais baixa desde o início do mês. Os volumes chegaram apenas à metade da média de 90 dias.

Em Londres, o índice Financial Times fechou com variação negativa de 0,42%, para 5.719 pontos. Em Frankfurt, o índice DAX caiu 1,64%, para 6.895 pontos. Em Paris, o índice CAC-40 recuou 1,02%, a 3.379 pontos. Em Milão, o índice Ftse/Mib teve queda de 1,09%, para 14.780 pontos. Em Madri, o índice Ibex-35 perdeu 1,52%, a 7.195 pontos. Em Lisboa, o índice PSI20 caiu 0,67%, para 4.944 pontos.

As ações asiáticas atingiram o menor nível em um mês em meio a preocupações com o crescimento, com investidores esperando para ver se o presidente do Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos, Ben Bernanke, dará qualquer sinal sobre estímulo adicional em discurso para outros membros de bancos centrais na sexta-feira.

O índice Nikkei do Japão caiu 0,95%. As ações australianas cederam 0,94%, após registrar a mínima em duas semanas, à medida que mineradoras tinham perdas depois que os preços do ferro atingiram os menores níveis desde o final de 2009.

O mercado em Hong Kong retraiu 1,19%, rompendo um suporte de longo prazo, puxado por fraqueza no setor imobiliário e por resultados decepcionantes no primeiro semestre do Banco de Agricultura da China (AgBank).

As ações em Xangai tiveram leve queda de 0,03%, chegando a atingir níveis não vistos desde o começo de 2009. A Bolsa de Cingapura teve queda de 0,98% e Taiwan recuou 0,27%. (Com informações da Reuters)

Jornal Midiamax